Otros

Dos 79 prefeitos eleitos em MS, dez podem não tomar posse

Dos 79 prefeitos eleitos em MS, dez podem não tomar posse

Ao contrário de grandes centros do país, o “Vem prá rua” não deu bom em Dourados neste dia 4/12. Poucas pessoas se deram ao trabalho de ir à praça pública protestar contra a corrupção que não diminui de jeito nenhum. Os ‘meia-dúzia’ que lá estiveram, timidamente, manifestaram a revolta com o que restou (ou o que virou) do governo e, principalmente, contra os cabeças coroadas do Congresso Nacional. ….

Vida que segue

O deputado estadual Renato Câmara, que ficou com 20% dos votos na eleição para a prefeitura de Dourados, disse na sexta-feira à noite a candidatos a vereador e apoiadores da campanha eleitoral recente, que o grupo não ira se dispersar. Propôs que se mantenham unidos e ‘antenados’ na situação política local e prometeu reuniões e visitas aos bairros frequentes, além de audiências públicas sobre questões locais. ….

Antigos e novatos

Na reunião do deputado, peemedebistas históricos e novatos. Estiveram por lá, o vice-prefeito Odilon Azambuja, o secretário de Saúde Sebastião Nogueira e os vereadores peemedebistas reeleitos Cirilo Ramão e Juarez Oliveira e os não reeleitos Aguilera de Souza e Raphael Matos. Também marcaram presença aliados da campanha, como o vereador petista Dirceu Longhi e seu grupo. ….

Passou

A prefeita eleita Delia Razuk (PR) e seu vice Marisvaldo Zeuli (PPS) já podem preparar os trajes para a diplomação e posterior posse. Depois de ressalvas na prestação de contas da chapa, a documentação apresentada recebeu parecer favorável do Ministério Público Eleitoral e foi acatada pelo juiz da 18ª zona eleitoral, Jonas da Silva Hass. ….

Diplomas

A Justiça eleitoral ainda não confirmou, mas deve ser mesmo no dia 16 desse mês, no plenário da Câmara Municipal, a cerimônia de diplomação dos eleitos para o executivo e legislativo, além dos suplentes à vereança. ….

Enrolados

Dos 79 prefeitos eleitos de Mato Grosso Sul, pelo menos dez são investigados e podem perder o mandato por irregularidades cometidas durante o processo eleitoral. Desses, dois já tiveram cassados os registros de candidatura – Ilda Machado (PR), de Fátima do Sul e Robinho Samara Almeida (PSB), de Aparecida do Taboado. Nesses municípios, os eleitores deverão voltar às urnas para escolher novamente o gestor municipal. Em Corumbá, o eleito Ruiter Cunha (PSDB) e seu vice Marcelo Iunes (PTB) também estão encrencados. ….

Autonomia

O deputado estadual George Takimoto (PDT) afirmou no fim de semana que a sucessão na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa transcorre com total autonomia, “em paz, sem interferência do Executivo e não está sendo definido em função deste ou daquele grupo político”. ….

Harmonia

Segundo o parlamentar douradense, é importante ressaltar que os poderes se mantêm harmônicos e independentes entre si, como define a Constituição, “e ainda temos um governador que respeita essa forma de relação e de convivência”. Takimoto diz ainda que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) “é inteligente o bastante para não intervir com a indicação de alguém ou manuseando deputados para direcionar o processo”. ….

Folga

A base de apoio do governo na Assembleia Legislativa, segundo Takimoto, é de 20 dos atuais 24 deputados “e a postura respeitosa e republicana do governador indica que esse quadro será preservado”. Ele acredita que a eleição da Mesa Diretora será sem trauma e terá respaldo, além dos aliados PSDB e DEM, de deputados do PMDB, PT, PDT, PEN, DEM, PSC e PSD. ….

Previsão

Por fim, o deputado pedetista previu que a chapa futura para o próximo período legislativo vai conservar os nomes de Junior Mochi (PMDB) na presidência e do também douradense Zé Teixeira (DEM), na primeira secretaria. “O governador só tem a aplaudir e a agradecer a esses dois deputados por seu protagonismo na sustentação da governabilidade”, sugeriu. ….

Os manos

A cerimônia de acendimento das luzes de Natal e de início da programação do Dourados Brilha, na noite de quinta-feira, escancarou mais uma vez o descuido das autoridades da área de segurança pública e, principalmente, dos responsáveis pela fiscalização da presença de crianças e adolescentes em eventos. Eram muitos, mas muitos mesmo, os menores consumindo bebidas alcoólicas, alguns até, os chamados “manos”, intimidando as pessoas. ….

Comentarios

Más popular

Arriba