Otros

Dólar caiu 2,8% e fechau abaixo de R$ 3,50 pela 1ª vez em quase 8 meses

Dólar caiu 2,8% e fechau abaixo de R$ 3,50 pela 1ª vez em quase 8 meses

UOL

O dólar comercial registrou nesta segunda-feira (11) a segunda baixa seguida, caindo 2,83%, a R$ 3,495 na venda. É o menor valor de fechamento desde 20 de agosto do ano passado, quando o dólar havia encerrado o dia a R$ 3,46.

Desde 21 de agosto de 2015, quando fechou a R$ 3,496, a moeda norte-americana não ficava abaixo dos R$ 3,50.

É também a maior queda percentual diária desde 24 de setembro de 2015, quando o dólar havia caído 3,73%.

Com isso, o dólar acumula queda de 2,83% no mês e perda de 11,48% no ano.

Apenas nas últimas duas sessões, a moeda acumula queda de 5,39%. Na sexta-feira (8), a moeda norte-americana havia caído 2,63%. Apesar disso, o dólar fechou a semana passada com alta de 0,95%.

Crise política

Investidores continuavam atentos ao cenário político e às perspectivas de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

“A semana promete trazer grandes emoções”, disse o operador da corretora Correparti Ricardo Gomes da Silva à agência de notícias Reuters. Ele cita a votação do parecer sobre o impeachment e a apreciação do tema no plenário da Câmara no fim da semana.

O próprio governo prevê que será derrotado na votação na comissão do impeachment e tem concentrado seus esforços em conseguir votos no plenário da casa.

Levantamentos mostrando que estaria crescendo a adesão dos deputados à campanha pelo afastamento de Dilma têm sido bem recebidos no mercado, que entende que o impeachment poderia ajudar a trazer de volta a confiança no Brasil.

Intervenção do BC

Diante da forte queda do dólar, o Banco Central aumentou sua atuação no mercado de câmbio, mas com quase nenhum efeito.

O BC realizou três ofertas de swap cambial reverso, equivalente à compra futura de dólares, algo pouco comum.

O BC tem reduzido rapidamente nas últimas semanas seu estoque de swaps tradicionais (venda futura de dólares) equivalente a pouco mais de US$ 100 bilhões, que tende a gerar custos para o BC quando o dólar sobe.

Comentarios

Más popular

Arriba