Brasil

Dinheiro feliz

Existe muita dúvida sobre o que, afinal, o dinheiro pode trazer. Livro que acaba de ser lançado traz uma teoria diferente sobre o assunto. Segundo os autores, o dinheiro, em qualquer quantidade, pode sim “comprar” felicidade. Para isso, basta que ele seja bem usado.
Dinheiro-feliz1
O livro Dinheiro feliz: a ciência de como gastar melhor, foi escrito por Elizabeth Dunn, professora de psicologia na University of British Columbia (Canadá), e Michael Norton, palestrante da área de marketing na Harvard Business School, nos Estados Unidos.

De acordo com estes especialistas, tudo começa no corpo: as escolhas que fazemos desencadeiam uma série de efeitos biológicos e emocionais. Fazer viagens, pagar integralmente um curso antes de começarem as aulas e ajudar os outros são formas de usar o dinheiro para ser mais feliz. Já usar cartão de crédito para fazer compras, adiando a data do pagamento, é uma atitude que pode tirar nossa felicidade. A conclusão é que pagar antes e consumir depois é uma atitude que ajuda a desfrutar melhor do que foi comprado. Quem paga antes também tende a exagerar menos nos gastos. E, daí, fica com mais dinheiro.

O crédito ilimitado também pode deixar as pessoas mais felizes, se elas o usarem, por exemplo, para terceirizar atividades chatas, como a limpeza de casa. O livro sugere, ainda, que as pessoas gastem menos dinheiro consigo mesmas e mais com os outros. Os benefícios da doação, segundo eles, são percebidos em crianças antes mesmo de elas completarem dois anos.

Comentarios

Más popular

Arriba