Otros

Depoimento de Lula é retomado após pausa para café

Depoimento de Lula é retomado após pausa para café

Moro ainda não fez perguntas ao petista

Após uma pausa para água e café, depoimento do ex-presidente Lula é retomado por volta das 16h45, horário de Brasília. Segundo a Justiça Federal, o juiz Sérgio Moro ainda faz perguntas ao petista.

Uso de celular

O advogado de Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula e réu no mesmo processo que o ex-presidente, Fernando Augusto Fernandes, entrou com um mandado de segurança contra a decisão do juiz Sérgio Moro que proibiu a entrada de aparelhos celulares no depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo o pedido, Moro pediu que os telefones fossem proibidos na sala onde Lula presta seu depoimento sob o argumento de que houve “experiência negativa anterior em outra ação penal”. O juiz faz referência aos depoimentos de executivos da Odebrecht enquanto a delação ainda estava sob sigilo. O teor dos depoimentos foi vazado e Moro conferiu os aparelhos dos presentes.

Para o advogado, uma medida desse tipo deveria ter concordância das partes e não pode prejudicar o normal desempenho da atividade dos advogados.

“O uso de celular tem como objetivo a própria comunicabilidade dos advogados, direito essencial que restará violado se concretizada a decisão”, afirmou no mandado de segurança protolocado no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Segundo o advogado, o uso de celulares em audiência seria uma forma de facilitar a atuação dos advogados, uma vez que permite a consutla a legislações, dados do processo e a peças e argumentos de defesa preparados pelos defensores. O advogado afirmou que, ao impedir a gravação da audiência e proibir celulares, Moro teria desrespeitado o princípio da ampla defesa.

No pedido liminar, o advogado pediu que seja autorizado o ingresso à sala de audiência com aparelhos celulares. No entanto, como a audiência já está em andamento, o efeito da liminar é incerto.

Comentarios

Más popular

Arriba