Otros

De carona em cena de sexo gay, Globo defende a diversidade em nova campanha

De carona em cena de sexo gay, Globo defende a diversidade em nova campanha

“Tudo começa pelo respeito”. Esse é o mote principal de um filme que a Globo começa a exibir no próximo dia 27, marcando o lançamento do que ela chama de uma “plataforma de mobilização social” contra o preconceito e a discriminação e em defesa da diversidade.

O lançamento aproveita o barulho causado esta semana pela novela “Liberdade, Liberdade”, que exibiu, pela primeira vez na TV aberta, uma cena de sexo entre dois homens. “Buscamos sinergia com a grade de programação e, neste caso, é uma super oportunidade”, diz ao UOL Beatriz Azeredo, diretora de responsabilidade social da Globo.

O primeiro filme vai abordar assédio sexual, violência, racismo e homofobia. A campanha é feita em parceria com Unesco, Unicef, Unaids e ONU Mulheres.

Que fique claro: Mario Teixeira, autor da novela, não escreveu a trama sobre o envolvimento de Tolentino (Ricardo Pereira) e Andre (Caio Blat) a pedido da área de responsabilidade social. Mas está ajudando a promover a campanha, como fez no início da semana no “Encontro com Fátima Bernardes”.

Em outras novelas, porém, sugestões foram acatadas e, de alguma forma, provocaram mudanças nas tramas. Beatriz Azeredo cita quatro exemplos recentes. Em todos os casos, os autores e diretores foram consultados e se mostraram receptivos à ajuda.

Comentarios

Más popular

Arriba