Brasil

Crise não afasta investimentos em Dourados: 250 empresas em 46 dias

Mesmo com a crise econômica assolando o país, empresários acreditam no município e continuam investindo

Em Dourados foram abertas em 46 dias 250 novas empresas. Os dados são da Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul). No dia 04 de setembro o município tinha 16.188 empresas instaladas, saltando para 16.438 no dia 21 de outubro. O crescimento nesse período foi de 1,54%.

Os números mostram que Dourados continua crescendo e gerando emprego, mesmo no período de forte crise econômica que assola o país. No período analisado foram abertas mais de cinco empresas por dia. Hoje, Dourados abriga 8,5% do total das empresas do Estado, que é de 193.003.

Desde o dia 15 deste mês de outubro, as empresas de Dourados oferecem, através da Casa do Trabalhador, mais de 100 vagas de empregos por dia. Nesta quarta-feira, dia 28, eram 115 vagas. Na quinta-feira haviam 116 vagas para várias áreas do comércio, serviços e indústria.

De acordo com o prefeito Murilo, há um imenso espaço para o crescimento contínuo de Dourados. “O Sebrae/MS fez um estudo que mostra oportunidades para empreender em 38 áreas da economia do nosso município. Somos um polo regional forte. Quem faz um estudo de viabilidade no Estado vê que a nossa cidade é o melhor loca para comércio e serviços, incluindo as áreas especializadas”, ressalta o prefeito.

De acordo com o estudo do Sebrae são 19 áreas para se investir no comércio e serviços, entre elas academia de ginástica, treinamento organizacional, lavanderia, instalação e manutenção de equipamentos residencial, comercial e industrial, limpeza, comida congelada, estacionamento, confecção de fardamento miliar, tecnologia da informação, bares, cafés, docerias e atrações noturnas, hotéis e pousadas para temporadas e fim de semana, padarias, lanchonetes, serviços de buffet, teatro e cinema. No segmento da indústria as opções são agroindústrias para beneficiamento de frutas, verduras, mel, leite, couro bovino e de peixe, confecção de uniformes industriais, reciclagem de lixo doméstico e industrial, manutenção de veículos e máquinas pesadas, manutenção industrial, produção de materiais EPIs e serviço de alimentação industrial.

No segmento agropecuário há, de acordo com o estudo, oportunidades para produção de frutas e hortaliças, produção de leite, produção de mel, produção de pães, bolos e doces caseiros, pousadas rurais, piscicultura, produção agroecológica com comercialização personalizada e produção de pequenos animais com características caipiras.

Para dar suporte aos negócios o prefeito Murilo criou programas de apoio, como o “Alvará em 5 Dias”, que facilita a abertura de empresas. Murilo também investiu em infraestrutura, com ampliação do perímetro urbano, recuperação e abertura de ruas, melhoria do trânsito e ampliação do aeroporto.

Comentarios

Más popular

Arriba