Otros

Contra política em templos religiosos, quatro cidades têm de seguir regras

Contra política em templos religiosos, quatro cidades têm de seguir regras

Recomendação será enviada para padres, pastores e ministros
Para evitar que templos religiosos se tornem palco de campanha política, o Ministério Público Estadual (MPE) recomendou que líderes religiosos de quatro cidades do sul do Estado não façam qualquer tipo de divulgação de candidato ou cedam os espaços para atos políticos.

Recomendação da promotor Patrícia Icassati Almirão, da promotoria de Ponta Porã, orienta que os líderes das cidades de Aral Moreira, Antônio João, Laguna Carapã e Ponta Porã não permitam as propagandas irregulares.

Conforme a promotora, a legislação eleitoral prevê que pessoas que fizerem campanha em áreas públicas ou cedidas pelo poder público podem ser multadas entre R$ 2 mil a R$ 8 mil.

A recomendação detalha que não podem ser feitos pedidos de votos, manifestação de agradecimentos, distribuição de material de campanha e uso de palavra por candidato durante ato religioso.

Podem ser feitos, no entanto, reuniões com os candidatos para discussões de ideias e da plataforma de campanha.

As orientações deverão ser encaminhadas para padres, pastores, ministros e líderes religiosos para conhecimento das regras.

Fonte: Correio do Estado

Comentarios

Más popular

Arriba