Otros

Consumo de proteína e aumento de massa magra

Consumo de proteína e aumento de massa magra

Fernanda Viana
doursdosNews

Na procura por um corpo “esteticamente perfeito”, muitos testam dietas de qualquer espécie, na esperança de atingir um novo nível de bem-estar ou desempenho físico, e poucos sabem que o aumento da massa magra é obtida da equação treinamento específico/alimentação adequada, ambos devidamente supervisionados, pois as necessidades de energia e nutrientes para praticantes de exercícios físicos variam de acordo com o peso, altura, idade, sexo e tipo, frequência, duração e intensidade do exercício.

Existe um mito popular antigo entre os atletas de que proteína adicional aumenta a força e melhora o desempenho, mas pesquisas não apóiam esta teoria e observa-se que a quantidade de proteína recomendada, necessária para o desenvolvimento muscular durante o treinamento, é facilmente atingida por uma alimentação balanceada regular. Apesar de terem sido esclarecidas as necessidades protéicas para essa população, cerca de 1,4 a 1,8g/kg de peso/dia ainda persistem hábitos alimentares hiperprotéicos para o ganho de massa muscular associados ao treinamento de força.

Diante disso, vale ressaltar que, uma alimentação balanceada e de qualidade, a não ser em situações especiais, atende às necessidades nutricionais de um praticante de exercícios físicos, não necessitando de algo muito radical, e ao contrário do que muitos acreditam, estudos apontam que após o exercício, a ingestão de carboidratos faz-se extremamente necessária para recuperação, que envolve desde a restauração de glicogênio hepático e muscular até a reposição de líquidos e eletrólitos perdidos no suor.

Não sendo somente a proteína protagonista para o aumento da massa magra. Alimentos ricos em carboidratos como tubérculos, massas e cereais com índice glicêmico moderado e alto são boas fontes de carboidratos para a síntese de glicogênio muscular e devem ser a primeira escolha de carboidratos nas refeições de recuperação. Porém, é necessário citar que é a combinação de proteína e carboidratos no pós-treino de hipertrofia, que irá favorecer o aumento de massa muscular.

Ainda convém lembrar que, ao praticar exercício físico na ausência de carboidratos, serão utilizados outros nutrientes pelo organismo, como a proteína, para esta função. Ressalta-se que a presença de carboidratos na alimentação, nas quantidades adequadas, não provoca aumento da gordura corporal.

Portanto entende-se que, para indivíduos que almejam esses resultados, é imprescindível o conhecimento de que a ingestão de alimentos fontes de proteínas, como carnes, aves, peixes e leguminosas, são importantes para o aumento da massa muscular, assim como a adequada quantidade de calorias, carboidratos, lipídeos, vitaminas e minerais da alimentação. A alimentação destes indivíduos, assim como dos demais, deve ser adequada e saudável, atendendo às necessidades nutricionais, e caso seja objetivo do indivíduo, também auxiliar no ganho de massa muscular. Afinal, exceder o limite superior das diretrizes ingestão de proteínas não oferece nenhum benefício adicional e simplesmente promove o catabolismo e aumento da oxidação protéica.

Comentarios

Más popular

Arriba