Otros

Colômbia aposta no setor da maconha

Depois de passar décadas lutando contra as drogas, Colômbia vai fazer experimento nada ortodoxo

País vai começar a dar licenças para poucas companhias, que permite o cultivo da maconha medicinal (Foto: Pixabay)
Uma empresa canadense chamada PharmaCielo está trabalhando, com a aprovação do governo colombiano, na produção de maconha legal no país.

Este é um experimento não ortodoxo. Depois de passar décadas lutando contra as drogas, o país vai mudar de atitude. A Colômbia recebeu bilhões de dólares de ajuda americana para erradicar o comércio da droga. Mas nas próximas semanas, o país vai começar a dar licenças para poucas companhias, incluindo a PharmaCielo, sob a lei de 2015, que permite o cultivo da maconha medicinal.

Em lugares como o México e o Afeganistão, programas de substituição de cultivo fizeram com que fazendeiros trocassem as plantações ilícitas para fazer parte da agricultura. As papoulas foram substituídas pelo trigo, e a coca, pelo café.

Raramente um país pega uma droga ilegal, supervisionada por uma organização criminosa, e tenta substituir isso pela mesma plantação só que cultivada legalmente por corporações. Na guerra de 52 anos entre as Farc e o governo, mais de 220 mil pessoas foram mortas. No final, as guerrilhas foram para o narcotráfico, financiando o conflito a partir de “impostos” na maconha e na cocaína, segundo explicam autoridades do governo e especialistas.

A lógica agora é: e se esse lucro em vez de ir para a guerrilha, for para as mãos do governo e dos agricultores?

Comentarios

Más popular

Arriba