Brasil

Coleção de aviões no meio da lavoura vira espetáculo no Paraná

A propriedade do empresário Eloy Biesuz, dono da empresa de táxi aéreo Helisul, localizada na comunidade de Barra Grande, em Itapejara D´Oeste, Região Sudoeste do Paraná, recebeu na semana passada mais um Boeing 737 para sua coleção. Agora são cinco aeronaves estacionadas no meio de uma lavoura de soja.
avioes Niomar Pereira (16)

avioes Niomar Pereira (19)

avioes Niomar Pereira (21)
O primeiro deles, um Boeing 737-200 com capacidade para 110 pessoas, adquirido em 2014, foi reformado e está em pleno funcionamento. O avião pertencia à Vasp e foi arrematado em um leilão judicial por R$ 175 mil. Foram mais R$ 100 mil gastos no transporte, que levou 17 dias, desde o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília (DF), e aproximadamente R$ 200 mil na reforma. Os valores da nova aquisição, o Boeing 737-300, maior e com mais capacidade, não foram divulgados. Ele foi transportado da capital e levou oito dias para chegar. Voando, um Boeing 737 pode chegar a mil quilômetros por hora.
PUBLICIDADE:
71d5829e-3d0f-4bf8-b6c8-cf31cd468d02

O empresário tem ainda no local três bimotores, um Learjet 24 – também em funcionamento – e a carcaça de dois Douglas DC-3. Os mecânicos da Helisul estão trabalhando permanentemente no local, mas não sabem qual a pretensão do empresário para o Boeing recém-chegado. O avião teve as asas cortadas e não deve ser recuperado como no modelo convencional. Uma das hipóteses é construir suítes dentro dele, contudo não é uma decisão consolidada.

Atração

O município de Itapejara D´Oeste tem pouco mais de 10 mil habitantes e a comunidade de Barra Grande fica praticamente na divisa com Francisco Beltrão. A propriedade de Biesuz, que ainda tem um tanque de guerra, se tornou atração na região. Muitos visitantes de outras cidades vão até o local para conhecer as aeronaves. O irmão do empresário, Moacir Biesuz, que administra a fazenda, disse que a família decidiu fechar as porteiras no final de semana porque o movimento era muito grande.
PUBLICIDADE:
tacuru x

Fazenda da Barra Grande

A fazenda da Barra Grande, com 250 hectares, foi adquirida em 1971. Nela, a família produz soja, milho, feijão e reservou áreas para reflorestamento de pinus, eucalipto e araucária. Mas o gosto mesmo é pela aviação. “Os únicos que não são pilotos é eu e o meu irmão mais velho. O filhos, sobrinhos, todos já estão voando também.” Os Biesuz são em oito irmãos.

Além dos aviões, Eloy Biesuz tem gosto por veículos militares. Em uma oficina em Francisco Beltrão, guarda diversos caminhões e jipes que foram adquiridos do Exército Brasileiro e reformados. O irmão conta que uma locomotiva está sendo restaurada e será levada para a fazenda. Mais tarde tudo deve ficar exposto num único local.

gazetadopovo.com.br

Comentarios

Más popular

Arriba