Otros

Clínica é fechada e dois são presos por suspeita de tortura a pacientes

Uma clínica de reabilitação para dependentes químicos foi fechada pela Polícia Civil por suspeita de maus tratos e tortura aos pacientes nesta quinta-feira, dia 14 de abril, na cidade de Sonora, na região Norte do Estado. O proprietário da clínica, de 31 anos, e o coordenador, de 33 anos, foram presos.

De acordo com o site Edição de Notícias, a operação foi realizada depois de denúncia de um paciente, que disse aos policiais que foi submetido a tortura e os suspeitos deram choques em sua barriga e órgãos genitais como forma de castigo.

Por conta da denúncia, investigadores, o delegado Francis Flavio Freire e a Polícia Militar (PM) foram até a instituição, onde estavam 13 internos, e informaram sobre os motivos da operação.

Com a chegada dos policiais, vários pacientes começaram a denunciar maus tratos e agressões sofridas na clínica e apresentaram ferimentos que teriam sido provocados por torturas. Os internos disseram ainda que eram ameaçados para não denunciar o caso.

Materiais e objetos que teriam sido usados nas agressões foram apreendidos, entre eles pedaços de madeira, furadeira, e pedaços de fio que eram utilizados para dar choques. Além disso, algema e taco de sinuca que também seriam usados no crime foram encontrados no escritório do proprietário.

Os pacientes informaram ainda que não há médico, psicólogo ou enfermeiro na clínica e que toda a medicação é administrada pelos suspeitos. Medicamentos de uso controlado, seringas e agulhas também foram apreendidos.

Suspeitos e vítimas foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil, onde o crime foi registrado como tortura, maus tratos, sequestro e cárcere privado. A assistência social do município foi acionada para prestar assistência aos internos.

Comentarios

Más popular

Arriba