Otros

Chacina deixa cinco mortos e dois feridos em Paranhos

Matança ocorreu no final da tarde na frente de uma panificadora, no centro da cidade Indivíduos armados e abordo de uma caminhonete Toyota Hilux cor preta, promoveram uma verdadeira chacina no final da tarde dessa segunda-feira, dia 19 de outubro, em Paranhos, fronteira com o Paraguai.

FOTO:Arnaldo Andres Alderete (Camiseta Vermelha)morreu o ou na foto Diego Zacaria Alderete Peralta, de 26 anos, que estaria em estado grave.

Segundo a Polícia Militar, um grupo de pessoas estava em frente a uma padaria situada no centro da cidade quando os indivíduos da caminhonete passaram atirando.

De acordo com a PM, foram efetuados pelo menos cem disparos, deixando cinco pessoas mortas e duas feridas. Três homens morreram o local e outros dois no hospital.

Segundo a PM, dois feridos receberam atendimento de emergência no Hospital Municipal de Paranhos, posteriormente foram transferidos para o Hospital Regional de Amambai.

Já um terceiro homem atingido pelos disparos teria ferimentos sem maiores gravidades e foi medicado no hospital local.

De acordo com a Polícia Miliar morrem no local, Bruno Vieira de Oliveira, de 26 anos, Mohamed Yuossef Neto, também de 26 anos e Rodrigo Silva, de 28 anos.

Arnaldo Andres Alderete Peralta, de 31 anos e Denis Gustavo Gonçalves, de 23 anos, morreram no hospital.

Arnaldo veio a óbito ainda em Paranhos, já Denis chegou a ser encaminhado, mas morreu antes de dar entrada no Pronto Socorro do Hospital Regional em Amambai, segundo a polícia.

Diego Zacaria Alderete Peralta, de 26 anos, que estaria em estado grave, também foi encaminhado para o HR em Amambai, onde recebeu atendimento e novamente foi encaminhado, desta vez para um hospital na cidade de Dourados.

Anderson Cristiano Betoni, de 27 anos teria sido medicado e permanecido no hospital em Paranhos, segundo a polícia.

Segundo o comandante da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar, com sede em Amambai, que é responsável pelo policiamento na cidade da fronteira, Major Josafá Dominoni, não está descartada a possibilidade de a chacina ter sido motivada por acerto de contas relacionados ao narcotráfico. A polícia trabalha no caso.

Matéria atualizada às 21h47 para acréscimo de informações

Fonte: A Gazeta News
PUBLICIDADE:
201509CFFD24180756

Comentarios

Más popular

Arriba