Otros

Caseiro é assassinado, PRF solicita helicóptero, 2 são presos e policial é ferido em abordagem

Dourados (MS) – A vitima foi identificada como, Josias Leiva (34) morto a tiros na entrada de uma fazenda, situada na região de Dourados (MS) na madrugada desta quarta feira (14). A caminhonete Ford/F4000 que estava na garagem foi levada pelos assassinos.

Segundo a polícia, a vítima estava na companhia da esposa (25 ), da sogra (55), dois filhos (12 e 11) e uma criança de quatro anos. Todos dormiam quando por volta das 4h:00 os assaltantes chegaram.

Josias abriu a janela para ver do que se tratava e um deles pediu por água. O homem então apontou para uma torneira ao lado da casa.

Em seguida, o criminoso afirmou que não encontrava a indicação. A vítima abriu a porta e foi até o local, momento em que o roubo foi anunciado. Conforme relato da família, durante a ação, um tiro foi disparado, atingindo e matando Josias.

Logo em seguida os assaltantes pegaram o seu corpo e arrastaram para o interior da residência, fugindo com a Ford F-1000, a primeira informação é que seria uma F-4000 – prata, com placas CIY-8781 de Ponta Porã que foi recuperada pelos agentes da policia.

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar estão realizando buscas dos suspeitos na região.

ATUALIZAÇÃO 13h:00

A morte do caseiro Josias Leiva está perto de ser esclarecida. Duas pessoas suspeitas de participar do crime foram presas pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) horas depois do latrocínio. Elas acabaram detidas na BR-163, próximo ao município de Caarapó.

Outras duas pessoas ainda estariam foragidas e são procuradas na região. Durante tentativa de abordagem ao grupo, um policial foi ferido após troca de tiros. O helicóptero de apoio da PRF foi solicitado e vai sobrevoar a área onde ocorreu a ação.

Dois veículos, um GM Astra e uma caminhonete GM S-10 acabaram apreendidos juntos com a Ford F-1000 roubada do local onde Josias trabalhava e recuperada pelos policiais.

Os nomes dos envolvidos ainda não foram divulgados e a ocorrência deve ser trazida à Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) nas próximas horas.

Fonte: Porã News e Dourados News

Comentarios

Más popular

Arriba