Otros

Canadá cria primeiro ETF da maconha

Canadá cria primeiro ETF da maconha

Fundo replica o desempenho de 14 ações de empresas que produzem desde maconha medicinal até fertilizantes

Por Rita Azevedo

São Paulo — Começou a ser negociado nesta semana no Canadá o primeiro ETF (Exchange Traded Fund) baseado em ações de empresas de maconha.

Batizado de Horizons Medical Marijuana Life Sciences ETF (HMMJ), o fundo replica o desempenho de 14 papéis, sendo 10 deles canadenses.

Todos fazem parte da composição do “Marijuana Index”, um índice criado em 2013 nos Estados Unidos que acompanha a negociação dos ativos de empresas ligadas à cannabis.

Nos primeiros três dias de negociação, o ETF registrou ganhos de pouco mais de 5%.

Entre as companhias cujas ações são espelhadas pelo novo ETF canadense estão produtoras da maconha para uso médico, além de duas empresas da área de biotecnologia e uma fabricante de fertilizantes.

A expectativa dos investidores que apostam neste mercado é que as empresas cresçam nos próximos anos com o aumento da legalização do consumo da maconha no território norte-americano.

Atualmente, o uso medicinal da cannabis é permitido em mais da metade dos estados dos EUA. Em oito deles, o uso recreacional também é liberado. Em nível federal, no entanto, o consumo da planta é considerado ilegal.

Já o Canadá foi o primeiro país do mundo a permitir a utilização de medicamentos derivados da maconha. Em breve, o país poderá ser também o primeiro desenvolvido a liberar o uso recreativo da planta para adultos. A promessa do governo canadense é que a legislação seja aprovada ainda neste ano.

Comentarios

Más popular

Arriba