Economia

Campeão em produtividade colhe 140 sacas gastando R$ 1.800 por hectare

Produtor de Ponta Grossa conseguiu esta produtividade em cinco hectares, mas a média nos outros 585 ha superou as 90 sacas. Saiba os segredos do agricultor

Manaíra Lacerda | Ponta Grossa (PR)

Você já pensou em colher 140 sacas por hectare investindo R$ 1.800 em cada um deles? O campeão de produtividade eleito pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (Cesb) mostra que é possível. O agricultor Alisson Hilgemberg conseguiu praticamente triplicar sua produtividade em comparação com a média nacional.

• Sem local ideal, produtor deve evitar armazenar sementes

Pode até parecer difícil, mas não é impossível. O novo ‘Rei da soja’ conta que não há formula mágica. São mais de 30 anos investindo no solo. A colheita campeã foi observada em cinco hectares dos 590 em que plantou. A média de todas as áreas da fazenda alcançou 93 sacas/ha. A meta para esta safra são 100 sacas.

– O segredo, que na verdade não é muito segredo, é o plantio direto. Há mais de 30 anos que estruturamos o solo e sempre repomos a matéria orgânica. A partir de 2008, nós passamos a adotar a agricultura de precisão. Então essa resposta muito boa [de produtividade] se deve a um solo bem estruturado, colocando os nutrientes necessários – explica.

Outro caminho para o sucesso é a cobertura de solo. Hilgemberg utiliza a aveia preta há 11 anos seguidos sem nunca ser colhida. A palhada é toda utilizada no plantio direto da soja. O custo total da produção é de R$ 1.800 por hectare, já incluindo os investimentos na plantação da aveia.

– A gente identificou que não valia a pena colher a aveia preta porque ela é uma planta que produz pouco, como a semente é barata, não compensar dispensar gastos com maquinário para colher – diz o agricultor.

A premiação de máxima produtividade do Cesb incentiva produtores de todo o Brasil a trabalharem melhor o manejo e o uso da tecnologia para atingir altas produtividades.

– Não é um fator isolado [que garante alta produtividade], eles precisam ser trabalhados em conjunto: histórico de perfil de solo, manejo, maquinário, período de aplicação etc. Uma série de itens que faz a soja exercer todo seu potencial – exemplifica o presidente do Cesb, Nery Ribas.

Mais produtividade é possível

Para o consultor técnico do Projeto Soja Brasil, Áureo Lantmann, o resultado visto neste caso mostra que o país tem muito a crescer em produtividade e que é possível ultrapassar a média nacional de 50 sacas por hectare.

– Isso mostra que, com uma tecnologia apurada, você consegue passar das 50 sacas por hectares. O interessante é que você consegue passar essa média com economia. Não vamos dizer em 140 sacas, mas chegar a 70 e 80 sacas com economia é possível – afirma Lantmann.http://www.projetosojabrasil.com.br/

Comentarios

Más popular

Arriba