Otros

‘Bozo’ foi assassinado depois de ser julgado em tribunal do crime do PCC

‘Bozo’ foi assassinado depois de ser julgado em tribunal do crime do PCC

Danilo Fidel Martins Paulo, de 31 anos, conhecido como ‘Bozo’ assassinado no dia 26 de abril em Bataguassu distante 335 quilômetros de Campo Grande, teria sido morto depois de passar pelo tribunal do crime da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

A polícia apurou que Danilo, que cumpria pena no presídio semiaberto, estava com problemas com integrantes da facção criminosa, que teriam feito o julgamento do detento em um tribunal do crime.

Ainda de acordo com informações do site Nova News, cinco pessoas integraram este tribunal que terminou na morte de Danilo. Pedidos de prisão foram expedidos e os envolvidos, que não tiveram os nomes revelados, foram presos.

A morte
O crime aconteceu no cruzamento da Rua José Vicente Vitiritti com a Avenida Aquidauana, por volta das 6 horas, do dia 26 de abril. Danilo foi abordado por cinco indivíduos, que seguiam em um veículo Fiat Tempra, sendo que três desceram do veículo, dois armados com facas e um com um revólver e passaram a efetuar golpes de faca e disparos de arma de fogo, que resultaram na morte de Danilo no local do crime.

Tráfico
Em agosto de 2016, a Polícia Civil de Bataguassu desarticulou a quadrilha especializada em tráfico de drogas, que atuava no presídio da cidade. O esquema era organizado pelos próprios detentos, entre eles Danilo, que obrigavam familiares a entrarem no estabelecimento com maconha e crack.

O caso foi descoberto em 26 de julho, após uma mulher ser presa tentando entrar no presídio com droga. Com as investigações, os membros da organização criminosa foram identificados. Eles ameaçavam outros internos do presídio exigindo que as esposas levassem o entorpecente.

A mãe de um dos integrantes preparava a droga para que fosse levada ao estabelecimento. No dia 30 de julho nove mandados de prisão preventiva foram cumpridos.

Comentarios

Más popular

Arriba