Otros

Boa decisão de testar a “pílula do câncer”

O governador Geraldo Alckmin disponibilizou a rede hospitalar e os laboratórios de São Paulo para a realização de testes clínicos que comprovem a eficácia da substância fosfoetanolamina na cura do câncer. Inicialmente isso se dará em mil pacientes voluntários. Alckmin desprezou, assim, o vaivém de comentários meramente teóricos sobre tal princípio ativo – quem é portador de câncer, mais do que ninguém, sabe da importância dessa decisão. O medicamento em questão foi desenvolvido e patenteado pelo professor aposentado do Instituto de Química da USP Gilberto Chierice, que o aplicou com sucesso em cobaias. Os testes serão coordenados e supervisionados por médicos internacionalmente conceituados: o secretário estadual da Saúde, infectologista David Uip, e Paulo Hoff, diretor-geral do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo. Sete tipos de cânceres serão estudados e, se a eficácia ficar comprovada, o número de voluntários gradativamente aumentará.

Comentarios

Más popular

Arriba