Economia

Bancos não trarão bons retornos, diz Credit Suisse

São Paulo – O Ibovespa caía 2,5% nesta terça-feira. As ações ordinárias da Vale e as preferenciais da Bradespar, que detém ações da Vale, tinham quedas de 7%. Os papéis são influenciados pelos dados da balança comercial chinesa, que mostraram queda de 20% nas importações do país em setembro. E as ações dos bancos também enfrentam fortes baixas nesta terça-feira. Os maiores destaques são os papéis ordinários do Banco do Brasil, que caíam 6% e as units do Santander, com queda de 5,8%. Hoje o banco Credit Suisse cortou as projeções para os principais bancos do país. Em relatório, o Credit ressalta que devido ao declínio na concessão de empréstimos e o custo mais elevado de risco, todos os bancos devem entregar um retorno sobre o capital (ROE) em linha ou abaixo do custo do capital nos próximos 2 anos. Itaú Unibanco, Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander tiveram suas recomendações cortadas de manutenção para venda. Apenas o Banrisul manteve a recomendação de manutenção.

PUBLICIDADE:
anuncie7
Isso porque, na visão do Credit, as ações do banco gaúcho, que acumulam uma queda de 54% no ano, já precificaram o cenário ruim. Na ponta positiva do pregão de hoje estão os papéis das exportadoras Suzano, JBS e Klabin, que tinham altas acima dos 2%. A valorização dos papéis é impulssionada pelo dólar, que subia 2% e era cotado a 3 reais e 84 centavos. No cenário político fica a expectativa pela votação do presidente da câmara, Eduardo Cunha, dos pedidos de impeachment da presidente Dilma Rousseff que deve acontecer ainda esta semana. Confira no Direto da Bolsa. EXAME
PUBLICIDADE:
11866463_976962135658487_3377937721706357609_n

Comentarios

Más popular

Arriba