Economia

Bancários de Dourados e região entram em greve segunda-feira

Reunidos em assembleia no início da noite de quinta-feira (1) na sede do Sindicato dos Bancários de Dourados e Região, os bancários rejeitaram por unanimidade a proposta apresentada em mesa única da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e, por maioria de votos, aprovaram a greve por tempo indeterminado a partir da 0h, da próxima terça-feira, dia 6 de outubro.

A argumentação é que mesmo com lucros recordes que levaram os cinco maiores bancos (Itaú, Bradesco, Santander, Banco do Brasil e Caixa) embolsarem 36,1 bilhões somente no primeiro semestre deste ano, crescimento de 27,3% em relação ao mesmo período do ano passado, a Fenaban apresentou na última rodada de negociações, no dia 25 de setembro, um índice rebaixado para o reajuste salarial, de 5,5%, inferior até a inflação do período (9,88%).

Depois de cinco rodadas de negociações as demais reivindicações da categoria, também, foram todas negadas.

Nova assembleia será realizada na segunda-feira (5), às 18h, também na sede do Sindicato, para organizar a paralisação e/ou apreciar uma possível contraproposta da Fenaban, caso ela venha a ocorrer até esta data.

As negociações tiveram início no dia 11 de agosto, com a entrega da pauta aos banqueiros, mas de lá para cá os negociadores da Fenaban não avançaram.

De acordo com o sindicato, nada de concreto foi apresentado em relação à garantia de emprego, mais saúde e melhores condições de trabalho e mais segurança.

A base do Sindicato é composta, além da cidade sede, Dourados, por mais 12 municípios: Caarapó, Juty, Fátima do Sul, Vicentina, Jatei, Glória de Dourados, Deodápolis, Rio Brilhante, Itaporã, Douradina, Nova Alvorada do Sul e Maracaju.

Comentarios

Más popular

Arriba