Otros

Aparelho da D-Link dribla paredes e leva internet para a casa toda

Se você possui uma casa ou apartamento grande e precisa enviar a internet para uma área onde o sinal Wi-Fi de seu roteador não chega, há soluções que envolvem passar um longo cabo Ethernet (o que pode não ser possível) ou utilizar repetidores de Wi-Fi (que podem ser insuficientes). Tentando resolver este problema, a D-Link lançou um kit que extende a rede Wi-Fi pela rede elétrica, driblando longos cabos e perda de sinal. Vejamos como funciona.

O conjunto DHP-W221AV Wireless N150 vem em duas partes: uma delas é um receptor chamado DHP-208AV, que deve ser ligado em uma tomada, ao lado de um roteador comum e conectado a ele por um cabo ethernet comum (incluso). No cômodo onde o sinal não chega, instala-se a outra parte do kit. Este dispositivo serve como um extensor do resto da rede, seja via cabo ethernet ou Wi-Fi.

A configuração deveria ser simples, mas complicações ocorreram desde o começo. Com os dispositivos instalados em seus devidos lugares, o primeiro passo é se conectar à rede do extensor por Wi-Fi ou cabo e visitar o endereço 192.168.0.50 para a configuração. Este endereço não respondia de forma alguma e, após algumas tentativas frustradas, tentei acessar um endereço que constava em um cartão que acompanhava o kit. “http://dlinkap0422.local”. Este endereço (não mencionado no manual) mostrava uma tela de configuração da D-link, como em qualquer roteador da marca.

A configuração constava em pressionar um botão no extensor quando fosse pedido e tudo seria feito automaticamente. Depois de três tentativas sem sucesso, desligar e religar o extensor, fez com que ele já estivesse conectado. Isso foi feito em três tomadas da casa, em dois computadores diferentes. Todas as vezes a conexão foi conseguida após desligar e religar o extensor, sem nenhuma indicação de sucesso.

Problemas de interface à parte, era hora de testar o desempenho desse método.

De acordo com a caixa, é possível conseguir uma transmissão de até 300 Mbps pela rede Wi-Fi e 500 Mbps pela rede cabeada. Aí ficam os resultados da medição de velocidade em uma conexão de Fibra Óptica de 70 Mbps da LiveTIM. Todos os números são a média de 5 testes consecutivos utilizando o www.speedtest.net:

– Roteador LiveTIM, via cabo (Download): 75,3 Mbps
– Roteador LiveTIM, via cabo (Upload): 32,0 Mbps
– Roteador LiveTIM, via Wi-Fi (Download): 74,8 Mbps
– Roteador LiveTIM, via Wi-Fi (Upload): 34,0 Mbps
– Extensor D-Link, via cabo (Download): 31,8 Mbps
– Extensor D-Link, via cabo (Upload): 32,2 Mbps
– Extensor D-Link, via Wi-Fi (Download): 32,1 Mbps
– Extensor D-Link, via Wi-Fi (Upload): 32,3 Mbps

Como se pode notar, a velocidade se limita a 32 Mbps, mesmo se ligado ao computador por cabos ethernet, muito distante dos 300 ou 500 que foram apresentados.
Não testamos o kit em situações de interferência, elétrica pesada, como durante a utilização de secadores de cabelo ou aparelhos de microondas, que podem piorar a qualidade da rede.

Vale a pena?
Se você realmente não deseja passar um longo cabo Ethernet entre os roteadores de sua casa, o Kit DHP-W221AV é uma solução viável, ainda que ineficiente em velocidades mais altas. Para uma distribuição mais estável e rápida, é possível comprar um longo cabo de rede e um roteador da própria D-Link pelos mesmos 300 reais que custa o kit. Basta esconder o cabo.

Ficha técnica
Wi-Fi:802.11b/g/n, IEEE 802.3u
Segurança:Criptografia de dados AES de 128 bits, TKIP/AES, WEP, WPS, WPA/WPA2
Taxa de transmissão de dados:Ethernet: 10/100 Mbps (autonegociação), Powerline: Até 200 Mbps (taxa PHY)2
Velocidade Powerline:200 Mbps
Velocidade Wi-Fi:150Mbps
Alimentação:Bivolt 100V a 240V AC
Avaliação técnica INFOlab
Prós: Leva internet a qualquer canto da casa
Contras: Velocidade da internet retransmitida não é alta.
Conclusão: Solução para quem não quer passar um cabo por toda a casa só para levar internet a um cômodo ou área da casa

Comentarios

Más popular

Arriba