Otros

Acusado de matar mulher no Paraná é preso em MS

Acusado de matar mulher no Paraná é preso em MS

Um crime bárbaro acontecido na cidade de Apucarana (PR) teve desfecho com a prisão do assassino na cidade de Sete Quedas. Davi Eraldo de Oliveira dos Santos, 26, foi preso na noite da última segunda-feira, dia 20, após uma ação conjunta entre as polícias do Paraguai e militares da 3ª CIPM de Amambai, lotados no destacamento de Sete Quedas.

Segundo boletim de ocorrências dos militares amambaienses, os policiais paraguaios haviam tentado abordar o acusado ainda na cidade paraguaia de Pindoty Porã quando o mesmo empreendeu fuga para o lado brasileiro.

Comunicados pelo fato, os policiais brasileiros iniciaram as buscas nas proximidades, vindo a encontrar e abordar o acusado, no momento da revista, Davi Eraldo relatou que havia perdido seus documentos e que seu suposto nome seria Vinicius de Alencar Alvão da Silva, morador de Marilândia do Sul (PR).

Os policiais suspeitando do relato entraram em contato com a PM de Marilândia do Sul e uma troca de fotografias identificou Davi Eraldo como o assassino de uma mulher de 24 anos que foi morta em frente aos três filhos menores, um de 8 anos, outro de 3 e um bebezinho de 8 meses.

De acordo com o site Notícias da Hora, o assassinato aconteceu no dia 29 de dezembro de 2016 na cidade de Apucarana (PR), informações sobre o crime relatam que Andrea Alves de Souza, de 24 anos, foi morta com dois tiros efetuados por Davi Eraldo, após o acusado pular o muro da residência da vítima e tirar sua vida em frente aos seus filhos.

Ainda conforme o site, após os disparos, o assassino pulou o muro novamente e fugiu a bordo de uma motocicleta que já aguardava do lado de fora da residência. As investigações do crime relatam que o Davi Eraldo acreditava que a vítima apresentava pretendentes à sua ex namorada.

Com a identificação de sua identidade verdadeira, o assassino tentou evitar a prisão, vindo a ser contido pelos policiais. Davi Eraldo foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Sete Quedas para que sejam tomadas as medidas cabíveis.

Comentarios

Más popular

Arriba