Otros

Acusado de matar jornalistas no Paraguai é interrogado pelo STF

Por Cesar Galeano
O paraguaio Flavio Acosta Riveros, 30 anos, acusado de matar o jornalista Pablo Medina Velázquez e a assistente dele Antonia Maribel Almada Chamorro (19 anos) em outubro de 2014, foi ouvido nesta sexta-feira (08) na Justiça Federal em Foz do Iguaçu.

Flavio Acosta está na carceragem da PF em Foz desde janeiro deste ano, logo após ter sido preso no dia 9 de janeiro em Pato Branco onde estava vivendo.
PUBLICIDADE:
banner-anuncie

Cinco dias depois o Supremo Tribunal Federal decretou a prisão dele para fins de extradição quando ele foi transferido para a sede da Delegacia da PF de Foz do Iguaçu.

Nesta sexta, foi cumprida uma Carta de Ordem do Supremo Tribunal Federal (STF) que determinava a realização de um interrogatório do acusado. O juiz Federal Richard Pae Kim do STF em Brasília veio especialmente para o interrogatório.

O evento aconteceu ontem pela manhã e teve o acompanhamento de uma comitiva paraguaia formada pelos procuradores Sandra Quiñónez, Lorenzo Lezcano e a assistente fiscal Daisy Yanet Lombardo.

(Jackson Lima/Polícia Civil)
PUBLICIDADE:
12963850_1221346724550116_866745475394290376_n

Comentarios

Más popular

Arriba