Otros

A cada três minutos, mais de 2 brasileiros morrem por falhas médicas evitáveis, diz estudo

A cada três minutos, mais de 2 brasileiros morrem por falhas médicas evitáveis, diz estudo

Erro médico – falhas que poderiam ser evitadas – é a causa a morte de mais de 2 brasileiros a cada três minutos em hospitais, informou o portal UOL. Tais falhas, chamadas de eventos adversos, representam erros como má dosagem de medicamentos ou uso incorreto de equipamentos.

A taxa alarmante é resultado de um estudo feito pela Faculdade de Medicina da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e pelo IESS (Instituto de Estudos de Saúde Suplementar), divulgado nesta quarta-feira (26). A conclusão assustadora é que erros médicos podem ser uma das principais causas de morte do país.

SAIBA MAIS
Jovem vê sonho de ser mãe terminar com bebê morto e útero retirado
Associação denuncia ao MPE erro médico em parto de criança que ‘nunca acordou’
Médico debocha de paciente, foto cai na rede e a internet reagiu mal com a situação
Segundo noticiou o UOL, os pesquisadores estimam, conforme artigos já publicados, que só no ano passado 434,11 mil óbitos foram provocados por falhas no sistema de saúde nacional (tanto público quanto privado). O que representa 1,19 mil pessoas morrendo por dia devido a erros evitáveis. O UOL comparou, como exemplo, dados de 2013 do Ministério da Saúde. Naquele ano as doenças cérebro vasculares foram as que mais mataram os brasileiros, registrando 100 mil óbitos – 273 mortes por dia, em média.
O estudo projeta que, além das vidas perdidas, em 2015, os eventos adversos consumiram de R$ 5,19 bilhões a R$ 15,57 bilhões de recursos da saúde privada brasileira. Não há valores de perdas para o SUS.

Os eventos adversos causam mortes e desperdícios de verbas de um sistema de saúde que sofre com a falta de recursos, relata o UOL. A transparência na divulgação dos dados e evitar as falhas ajudam os pacientes e cortam desperdícios”médico que participou do estudo Renato Couto, da UFMG.

Oficina de Segurança ao Paciente

Com o objetivo de diminuir estes eventos, uma oficina está sendo oferecida neste sábado (29), no auditório da Associação Médica que fica na Rua Desembargador Leão Neto do Carmo, 155 Parque dos Poderes. em Campo Grande. O curso tem carga horário de 8 horas/aula e é destinado aos profissionais de saúde.

O evento tem a intenção de esclarecer dúvidas aos donos das empresas de saúde (clínicas, laboratórios, hospitais, bancos de sangue, home care, consultórios odontológicos, etc.) e reforçar a importância de cuidar da segurança do paciente, com a prevenção de erros.

Comentarios

Más popular

Arriba