Otros

4 DICAS PARA NÃO CAIR EM CILADAS NA HORA DE PEDIR EMPRÉSTIMOS ONLINE

m tempos de alto índice de desemprego, empréstimos podem parecer a solução. E dá para fazer online. Mas é preciso ter cuidado. Confira essas dicas

A um momento em que há o aumento do desemprego e inflação, solicitar empréstimos pela internet tem se tornado uma alternativa cada vez mais recorrente para aqueles que precisam pagar as contas em dia. Além de prática e rápida, a alternativa evita constrangimentos ao cliente e evita seu deslocamento no mundo físico, necessários em bancos e intuições financeiras.

Como qualquer serviço online e que ainda envolve a vida financeira do solicitante, é preciso ter cuidado para não cair em ciladas. Pensando nisso, o pessoal do Simplic, primeira plataforma de crédito 100% online do Brasil, reuniu algumas dicas para ajudar o consumidor na hora de realizar solicitações de empréstimos pela internet.

Verifique se o site é seguro

Antes de digitar digitando informações pessoais em sites de banco ou qualquer página como as de cartões de crédito, é imprescindível que o usuário verifique a presença do “cadeado de segurança” que, geralmente, fica na janela de endereço da página do navegador. Esse “cadeado” é um documento de identidade digital emitido por uma organização confiada dentro do sistema de “identidade” global. Portanto, ele atesta que se trata mesmo do site do banco e não um site falso.

Pesquise sobre a instituição

Além de certificar-se de que o site é legítimo, é importante que o usuário analise a reputação da empresa e há quanto tempo ela está presente no mercado, antes mesmo de oferecer seus dados pessoais. Outra alternativa é avaliar junto ao Banco Central se a empresa possui autorização para operar no país e se há reclamações junto a órgãos de defesa ao consumidor.

Organize-se para pegar um empréstimo que caiba no seu bolso

Se você está pegando um empréstimo é porque deslizou nas finanças. Por isso, é importante colocar na ponta do lápis se conseguirá realizar o pagamento em dia do empréstimo antes mesmo de solicitá-lo. Desta maneira, é possível evitar um superindividamento e utilizar o empréstimo para realmente se reorganizar financeiramente.

Leia com cuidado o contrato

Algumas instituições cobram menos juros, mas exigem como garantia bens materiais como carros e imóveis que devem estar quitados para evitar a inadimplência do solicitante. É importante avaliar os termos de condições para ver se vale a pena correr este risco caso não consiga realizar os pagamentos em dia.

Comentarios

Más popular

Arriba