Otros

​Preso, pai que dirigia bêbado soube da morte de bebê só na hora do velório

​Preso, pai que dirigia bêbado soube da morte de bebê só na hora do velório

O pai do bebê de 8 meses que morreu na madrugada de domingo (7) em um acidente de trânsito não sabia da morte do filho até o começo da noite. Ele soube no momento em que foi liberado para ir ao velório escoltado por policiais da Depac Centro, onde está preso e aguarda audiência de custódia nesta segunda-feira (8).

O jovem, de 25 anos, estava dirigindo bêbado e se envolveu no acidente quando fugia de outra batida que já tinha provocado. Ele foi ao velório escoltado por policiais e temia a reação dos familiares no local. Depois de se despedir do filho, voltou para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, onde está preso.

A fiança não foi arbitrada devido à gravidade do caso. Agora, caso o juiz considere que não haja motivos para ele aguardar o julgamento detido, poderá ser libertado e responder em liberdade pelo crime.

Na madrugada de domingo (8), por volta das 2 horas, o pai que dirigia um veículo Fiat Uno transitava pela Rua Palestina e estava fugindo em alta velocidade de outro acidente na mesma rua.

Ao fazer a conversão na Rua Yokoama colidiu de frente com um veículo Fiat Pálio, onde estavam cinco pessoas da mesma família. No Palio estavam o motorista, de 47 anos, e outros quatro adolescentes, duas filhas do condutor, o namorado de uma delas e uma sobrinha. Os jovens ficaram feridos. Uma das meninas foi levada para a Santa Casa e os outros tiveram de ser encaminhados para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Vila Almeida.

No Fiat Uno estavam o motorista, o bebê de 8 meses, a mãe e uma menina, de 9 anos. O bebê estava no colo da mãe, e durante a colisão bateu a cabeça no para-brisa. O menino não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A irmã, de 9 anos, estava no banco de trás e não sofreu ferimentos.

De acordo com informações, o pai da criança, que não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e o motorista do Palio estavam embriagados. O motorista que dirigia o Pálio não estaria mais preso, sendo liberado sob fiança.

Comentarios

Más popular

Arriba