Brasil

Vírus da dengue ataca coração e cérebro, apontam estudos

Vírus da dengue ataca coração e cérebro, apontam estudos

Os sintomas da dengue já são bem conhecidos pela população: febre alta, dor de cabeça, dores fortes nos olhos, na musculatura, nas juntas e surgimento de manchas avermelhadas na pele. Mas, além disso, a doença pode deixar graves sequelas no paciente.
A dengue afeta órgãos como o fígado, onde causa hepatite; o cérebro, onde gera encefalite; e a pleura, membrana que envolve o coração e o pulmão.
O empresário campo-grandense Emerson Levy Dias, mais conhecido como Levyzinho Dias, está internado no Proncor com a doença. Ele sofreu uma encefalia viral, por exemplo.
Estudo realizado pelo Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) revelou que o vírus da dengue pode acarretar transtornos neurológicos.
Na primeira fase da pesquisa foram estudados 13 pacientes com manifestações neurológicas em vigência de infecção aguda pela dengue: 54% apresentavam encefalite (comprometimento do encéfalo), 31% síndrome de Guillain BarrŠ (doença inflamatória que acomete as raízes nervosas) e 15% mielite (comprometimento da medula espinhal). “O exame de líquido cefalorraquidiano (líquido que reveste o sistema nervoso) foi anormal em 60% dos casos, evidenciando alterações inflamatórias”, explicou a idealizadora do trabalho, Marzia Puccioni Sohler, chefe do Laboratório de Líquido Cefalorraquidiano do HUCFF.
Estudo realizado em 2012 concluiu que, em Ribeirão Preto, uma mulher de 29 anos morreu depois que o vírus da dengue atacou seu coração. s morreu no ano passado após o vírus da dengue atacar o coração dela. A doença evoluiu para miocardite [inflamação do miocárdio], que ocasionou uma parada cardíaca na mulher.
Fonte: Correio do Estado
PUBLICIDADE
12493747_985195301560965_3870437671787791162_o

Comentarios

Más popular

Arriba