Brasil

Santa Rita do Pardo registra morte por gripe H1N1; número de óbitos em MS sobe para 42

Diego Oliveira
Redação Cenário MS
Uma pessoa do município de Santa Rita do Pardo, morreu em decorrência da gripe H1N1, conforme boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (8) pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). Somente em uma semana a gripe A causou mais 10 mortes no Estado de Mato Grosso do Sul, Na quarta-feira passada (1º), o balanço apontava 32 óbitos em consequência da influenza, enquanto nesta semana o número já subiu para 42.

Santa Rita do Pardo, conforme a nota oficial da Secretária de Saúde, possui dois casos notificados, deste um óbito registrado. Não há informações sobre a vítima.

Com essa morte, sobe para quatro o número de óbitos nas cidades da região. O primeiro foi em Ivinhema e os outros dois em Bataguassu.

Em relação aos casos confirmados, a região possuí 14, sendo 6 em Nova Andradina, 5 em Bataguassu, e um caso nas cidades Ivinhema, Anaurilândia e Santa Rita do Pardo. Outras 34 pessoas estão aguardando resultados de exames, sendo 13 em Nova Andradina, 11 em Ivinhema e 10 em Bataguassu.

Mortes no Estado

Dos 42 casos de óbitos registrados até o momento em Mato Grosso do Sul, 11 foram em Campo Grande, sete em Naviraí e três em Caarapó. Aquidauana, Bataguassu, Jardim e Três Lagoas registraram duas mortes em cada uma. Casos com apenas uma morte também foram constatados em Água Clara, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Douradina, Glória de Dourados, Ivinhema, Juti, Laguna Caarapã, Maracaju, Rio Verde de Mato Grosso, Santa Rita do Pardo e São Gabriel do Oeste. Uma morte por influenza B foi contabilizada de acordo com o boletim, em Campo Grande.

Em todo o Estado já foram constatados 766 casos constatados/internados pela gripe, sendo 210 confirmados para a gripe A.

Pelo boletim da SES, há 502 pessoas aguardando os resultados de exames para a confirmação da gripe provocada pelo vírus H1N1, oito para o de influenza A (H3N2) e 24 para o de influenza B.

Cuidados

Para diminuir a circulação dos vírus da gripe é recomendada a higienização das mãos, utilização de lenço descartável para higiene nasal, cobertura do nariz e boca quando espirrar ou tossir, higienização das mãos após tossir ou espirrar, evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal, evitar aperto de mãos, abraços e beijo social, reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração.

Comentarios

Más popular

Arriba