Brasil

Professores de MS aderem à greve nacional no próximo dia 30

Professores de MS aderem à greve nacional no próximo dia 30

Por: Folha de Dourados

Os profissionais da educação das redes estadual e municipal de Campo Grande entrarão em greve no próximo dia 30 de junho. Em Assembleia Geral Extraordinária, as categorias decidiram que vão aderir à Greve Geral Nacional, contra as reformas trabalhista e da Previdência, além da pauta local, contra o descumprimento da Lei Estadual 200, que estabelece o piso para 20h da Rede Estadual.

Na mesma assembleia, realizada na ACP (Associação Campo-grandense dos Trabalhadores em Educação Pública), foi deliberado o indicativo de greve na Rede Estadual, caso não haja uma posição do Governo quanto ao cumprimento da Lei do Piso 20h. Este indicativo ainda será debatido em Assembleia Geral na Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), no dia 30 de junho.
PUBLICIDADE.

“Nossa luta em defesa dos direitos dos trabalhadores na para. O dia 30 será decisivo. Por um lado, estaremos mais uma vez protestando contra a retirada de direitos dos trabalhadores por meio dessas reformas absurdas que o Governo Federal quer promover. Da mesma maneira, defendemos o nosso direito ao Piso 20h na Rede Estadual, reconhecido em lei, e que não está sendo cumprido pelo Governo desde janeiro. Nós, trabalhadores, não vamos pagar a conta da corrupção e má gestão pública”, disparou o presidente da ACP, Lucílio Nobre.

Para a vice-presidente do sindicato, professora Zélia Aguiar, o momento é de manter a resistência. “Este ano tem sido muito difícil, mas estamos resistindo com garra e convicção de que nossos direitos não serão destruídos sem que façamos a luta”, afirma Zélia.

O secretário de formação sindical da ACP, professor Gilvano Bronzoni, aponta que a luta dos trabalhadores e organização do movimento sindical tem conseguido barrar o retrocesso. “Nesta semana, tivemos uma importante vitória que mostra que a nossa luta não é em vão. A derrota do Governo na Comissão de Assuntos Sociais do Senado é um sinal de que a força das ruas está surtindo efeito. Não podemos recuar até que essas reformas sejam completamente derrubadas”, avaliou Gilvano.

Nos próximos dias, a organização da Greve Geral vai definir a pauta de ações no dia 30 e a ACP divulgará a programação para a categoria.

Agropeguaria PANTANAL
PUBLICIDADE:

JL MAT.CONST.
PUBLICIDADE.

Comentarios

Más popular

Arriba