Policial

SIG prende em Sapucaia, acusado de matar em Amambai

Operação contou com apoio das polícias, Civil e Militar do município da fronteira.
Após levantamentos investigatórios o SIG (Setor de Investigação Geral) da Delegacia de Polícia Civil de Amambai prendeu, na tarde desse domingo, 11 de dezembro, na região da Vila Nova, em Coronel Sapucaia, um homem de 25 anos, acusado de matar um rapaz a golpes de faca na semana passada em Amambai.

PUBLICIDADE.
elite-m-banner

A operação que resultou na prisão do ex-detento Edson da Silva Velozo, o “Negrito”, contou com o apoio das polícias, Civil e Militar do município da fronteira com o Paraguai.

Diones Luiz Pedroso Farias, o “Rambo”, como também era conhecido, morreu a caminho do hospital após ser ferido com vários golpes de faca no final da manhã da segunda-feira, 5 de dezembro, quando estava deitado em um colchão ao lado de um antigo motor, situado na praça do Terminal Rodoviária.

De acordo com o SIG, ao ser preso “Negrito”, que já tem passagens pela polícia por diversos crimes, confessou o assassinato de “Rambo” e disse que o crime foi cometido por vingança, já que ele e a vítima eram desafetos e Diones Luiz teria o ferido no rosto tempos atrás.

Edson da Silva Velozo permanece detido na Delegacia de Amambai e nesta segunda-feira, dia 12, a Polícia Civil deverá representar pela prisão preventiva do acusado junto a Justiça.

Como não está em situação de flagrante, caso o Poder Judiciário negue o pedido de prisão preventiva, “Negrito” será indiciado e liberado para responder ao processo pelo crime de homicídio em liberdade.

A legislação brasileira só permite manter autores de delitos presos em duas situações. Quando a prisão é realizada dentro do período de tempo que caracteriza “flagrante”, ou por força de mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário.

No vídeo abaixo Edson Velozo detalha o crime e a motivação:

AGAZETA NEWS
MARCENARIA MUNDIAL.
PUBLICIDADE.
marcenaria mundial

Comentarios

Más popular

Arriba