Policial

PRF PRENDE CARRETA QUE SAIU DE AMAMBAI COM 1.500 KG DE MACONHA.

Polícia Federal apreende quase 1,5 tonelada de maconha na Barra do Turvo
DE A TRIBUNA ON-LINE 22/05/2016 – 13:10 –
Durante operação de combate ao crime organizado, no sábado (21), policiais rodoviários federais conseguiram apreender quase 1,5 tonelada de maconha, na Barra do Turvo. Ela estava escondida num fundo falso de uma carreta, construído para dificultar a ação policial. Um homem foi preso em flagrante. Nas ruas, a droga seria comercializada por pelo menos R$ 5,9 milhões.

Por volta das 23:00, os agentes em serviço na Unidade Operacional Inspetor Sousa, km 525 da Régis Bittencourt, em Barra do Turvo, abordaram a carreta Scania R124 vermelha com placas de Toledo/PR, tracionando um semirreboque graneleiro, ora conduzida por um motorista profissional de 36 anos.

Durante a entrevista inicial, o motorista mostrou-se nervoso, não sabendo indicar claramente onde carregaria sua carreta, pois no momento da abordagem ela estava vazia. Segundo o motorista, ele vinha de Curitiba e iria para São Paulo. Por este motivo decidiram vistoriar melhor o veículo.

Ao vistoriarem a parte inferior da carreta, encontraram uma pequena abertura fechada por uma porta. Quando abriram a porta, perceberam que, apesar de aparentar estar vazia, na verdade a carreta tinha pacotes envolvidos em plástico preto. Este plástico protegia grandes fardos de maconha. Já soltando uma das grades laterais da carreta, os policiais encontraram um fundo falso, com cerca de 20 cm de altura e que ocupava toda extensão do veículo, especialmente construído para transportar drogas e dificultar o flagrante policial, pois olhando de cima da carreta apenas se via que ela estava vazia.

Com o auxílio de prestadores de serviço da concessionária da rodovia, empregando guinchos, alavancas e desencarceradores hidráulicos, com muita dificuldade e horas de trabalho, os policiais conseguiram acessar a maconha transportada pelo caminhoneiro.

Segundo o motorista, a droga era sua e ele a transportaria da cidade Amambai/MS até a capital paulista, onde a revenderia. Estima-se que ela seria entregue a uma facção criminosa paulista que age dentro e fora dos presídios do Estado, esta encarregada de revendê-la na capital.

Após o registro do flagrante por tráfico de entorpecentes e da apreensão da droga e da carreta, o motorista foi recolhido ao sistema carcerário da região. A pena para quem é condenado por este crime pode ser de 5 a 15 anos de reclusão e pagamento de 500 a R$ 1,5 mil dias-multa. Após pesada, a droga chegou aos 1.494 quilos.

Além disso, a carreta poderá ser leiloada pelo Governo Federal e os valores revertidos a programas de assistência a dependentes de drogas. Nas ruas, a droga seria comercializada por pelo menos R$ 5,9 milhões.

Participaram dessa operação agentes das Delegacias de Registro (SP) e de Cascavel (PR).

PUBLICIDADE:
CHOCA

Comentarios

Más popular

Arriba