Policial

PRE apreende quase uma tonelada de maconha em Amambai

Droga era transportada em fundos falsos de um bitrem que seguiria para Santos, estado de São Paulo.
A Polícia Militar Rodoviária Estadual (PRE) apreendeu na manhã dessa terça-feira, 18 de abril, em Amambai, uma carreta com placas de Luís Eduardo Magalhães estado da Bahia, carregada com quase uma tonelada de maconha.

A droga, 890 quilos de maconha prensada e acondicionada no interior de bexigas, segundo a polícia para disfarçar o cheiro, era transporta em fundos falsos nos dois semirreboques tracionados por um cavalo mecânico marca Volvo.

A apreensão aconteceu durante abordagem realizada na Rodovia MS-386 trecho que liga Amambai a Ponta Porã e para retirar o entorpecente do chamado “mocó”, os policiais contaram com o apoio de uma equipe do Corpo de Bombeiros de Amambai, que fez o emprego de um equipamento chamado “moto abrasivo” para cortar o assoalho das carrocerias.
PUBLICIDADE.

De acordo com a polícia, ao ser indagado o motorista da carreta, Leandro Pedro dos Santos, de 24 anos, morador em Cascavel no Paraná, disse que a carreta é de sua propriedade.

Ele teria trazido o veículo de carga dias atrás para a região do distrito de Sanga Puitã, em Ponta Porã, para ser carregado com a droga, voltado para a cidade onde reside e nessa terça-feira, teria retornado à fronteira com o Paraguai, onde teria pegado a carreta já com o entorpecente.

De acordo com o motorista ele passaria em uma cooperativa situada em Amambai onde carregaria com soja e seguiria com a carga até o porto de Santos no litoral paulista.

À reportagem do A Gazetanews, Leandro disse que os R$ 30 mil que receberia pelo transporte da droga seriam usados para quitar a própria carreta.

O motorista disse também que é de família evangélica no Paraná, é casado, a esposa está grávida de quatro meses e relatou que nunca havia sido preso, informações essas que serão apuradas pela polícia no curso das investigações.

Depois de receber voz de prisão, o motorista, juntamente com a carreta e a droga apreendida em seu poder, foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Amambai para ser autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Ele deverá ser submetido à audiência de custódia junto ao Poder Judiciário em Amambai na tarde desta quarta-feira, 19 de abril, onde o juiz decidirá se converte o flagrante em prisão preventiva ou libera o paranaense para responder ao processo em liberdade.

Se condenado Leandro Pedro dos Santos poderá pegar uma pena que varia de 5 a 15 anos de prisão.agazeta

Agropeguaria PANTANAL
PUBLICIDADE:

Comentarios

Más popular

Arriba