Policial

PONTA PORÁ. SUPOSTO MEMBRO DO PCC FOI MORTO DENTRO DA DELEGACIA

Envolvidos em tiroteio com a polícia são suspeitos de serem membros do PCCUm suspeito morreu, outro foi baleado e um terceiro envolvido está preso em Ponta Porã.Adriano Fernandes

Roney Marques de Souza é o nome de um dos suspeitos, baleado em troca de tiros com policiais, neste sábado (10) em Ponta Porã – cidade a 323 quilômetros de Campo Grande. Ele segue internado no Hospital Regional da cidade.

Ainda conforme apurado pelo Campo Grande News, além de Roney, um outro suspeito, identificado como JoaquinVinicius Miranda Borges e um terceiro envolvido, não identificado e que morreu após troca de tiros, estavam em uma residência na Rua Tamareira com a Xavante, no bairro Residencial Ponta Porã I. 

O três são suspeitos de envolvimento com o PCC (Primeiro Comando da Capital).

Os policiais teriam ido ao endereço cumprir mandado de busca e apreensão e durante a abordagem, Roney tentou pegar uma arma em uma bolsa e foi ferido. Em seguida ele foi encaminhado ao hospital, enquanto Joaquim e o outro suspeito foram levados à delegacia.

Enquanto estavam na unidade policial, o suspeito não identificado, teria pegado uma arma de um policial e, na troca de tiros, foi baleado. Ele também foi levado ao hospital, mas não resistiu. Joaquin Vinicius segue preso em Ponta Porã. 

As informações preliminares eram de que apenas dois suspeitos teriam sido baleados no residencial. Na residência, ainda foi apreendida um fuzil AL 47 carregado e uma pistola Glock 9mm com carregador alterado pra mais disparos. 

A abordagem aos suspeitos ocorreu durante as investigações sobre a morte do investigador Wescley Vasconcelos Dias, 37 anos, morto a tiros de fuzil, na última terça-feira (06) pela cidade. A reportagem fez contato com o delegado Márcio ShiroObara, que preferiu não dar mais detalhes sobre as investigações a respeito da morte do policial

Cgnews

Comentarios

Más popular

Arriba