Policial

Polícia do Paraguai entrega preso com mandado internacional de prisão ao Brasil

Polícia do Paraguai entrega preso com mandado internacional de prisão ao Brasil
Mundo Novo (MS)– Um agricultor de 56 anos de idade, que tinha contra si, mandado de prisão expedido por uma Vara Criminal da Justiça Federal de São Paulo, devido ao tráfico internacional de drogas e seria integrante de facção criminosa que age dentro e fora dos presídios, foi entregue pela Interpol do Paraguai na noite de terça-feira (01), a Policiais brasileiros no Posto Fiscal Leão da Fronteira em Mundo Novo, localizado na divisa entre os dois Países.
Tendo já cumprido prisão em Mato Grosso do Sul, devido ao tráfico de drogas, o Ministério Público Federal solicitou a prisão do homem, levando em conta a organização da quadrilha, o grau de sofisticação, poder de intimidação (integrantes da organização criminosa auto intitulada de Primeiro Comando da Capital-PCC) e poder econômico. Mereceu destaque ainda por parte do Parquet, o fato de que no decorrer das diligências realizadas no curso da investigação foram encontradas armas de fogo em poder do denunciado e também o fato de a organização haver continuado operando, mesmo com as apreensões de drogas e prisões em flagrante realizadas, o que demonstra o risco à ordem pública caso ele permanecessem em liberdade.
Policiais do Paraguai localizaram o indivíduo e checaram a vida pregressa dele através de Policiais Militares do Mato Grosso do Sul, sendo que com a descoberta do Mandado Internacional de Prisão, a Interpol Paraguaia foi acionada e formalizou a entrega do procurado a uma equipe da Polícia Militar de Mundo Novo, que de imediato o repassou a policiais federais de Guaíra (PR), Município que se limita com Mundo Novo. Ele foi então levado para uma das celas da Delegacia da Polícia Federal e de onde aguardará trancada, a decisão judicial a respeito de sua situação.
ENTROSAMENTO: Iniciada em janeiro de 2013, a parceria entre as policiais Nacional do Paraguai e Militar de Mundo Novo, possibilitou a recuperação de diversos veículos que haviam sido furtados ou roubados no Brasil. A Polícia Paraguaia também fez a detenção em seu País de vários marginais foragidos da justiça brasileira, como foi o caso do chamado “Maníaco das Redes Sociais” e do suspeito de ter matado um policial militar em Itaquiraí.
Comandante do Terceiro Pelotão da Polícia Militar de Mundo Novo, o Tenente Gessé, fazendo menção ao bom entrosamento com os paraguaios disse que “estamos presenciando em Mundo Novo, aquilo que há alguns era uma utopia, pois quem no Brasil poderia acreditar que um dia, veículos roubados em nosso País e levado ao Paraguai, seriam devolvidos, assim como foragidos do Brasil seriam capturados dentro do Paraguai. Os resultados até aqui obtidos mostram que o estreitamento das relações institucionais já é algo sacramentado e deve ser levado às demais localidades”.

PUBLICIDADE:
d09166e5-632e-45f3-a74c-a50fed6ad83a

Comentarios

Más popular

Arriba