Policial

Pelas tatuagens, marido identifica corpo de brasileira encontrado na Bolívia

O corpo de uma mulher encontrado em um matagal, na última sexta-feira (8), na cidade de Puerto Quijarro, foi identificado pelo seu marido Thiago Ferreira, como Priscila Franco Silva, de 26 anos natural de Campinas, em São Paulo.

Depois do sumiço da esposa, que estava grávida de 7 meses, Thiago começou a a fazer buscas pela internet para saber o paradeiro da mulher, e acabou encontrando notícias sobre a morte de uma mulher que tinha as mesmas características de sua esposa. O casal tem mais dois filhos.

Segundo informações do site MS Diário, o marido de Priscila viu imagens das tatuagens da mulher que a polícia teria divulgado para a identificação do corpo. De acordo com o marido da vítima, ela teria ido até a Bolívia para fazer compras e revender na cidade onde morava.

Ainda de acordo com Thiago, a esposa costumava comprar as roupas no “feirão da madrugada”, mas desta vez resolver ir até a Bolívia, “quando soube ela já estava lá”, diz o marido. Thiago e alguns familiares desembarcam nesta segunda-feira (11), em Corumbá para buscar o corpo de Priscila.

O corpo de Priscila foi encontrado na última sexta-feira (8), em Puerto Quijarro, e as informações preliminares é de que a mulher teria entre 25 e 30 anos, e não portava documentos ‘aparentando ser brasileira’. Segundo a polícia, a vítima teria sofrido abuso sexual e teria sido morta por asfixia.

A polícia começou uma campanha para tentar identificar o corpo da mulher, que tinha diversas tatuagens, sendo uma de borboleta no pé e o nome de um homem tatuado no ombro. (Midiamax)
Publicidade
12289476_1737680659794008_3808973413047240219_n

Comentarios

Más popular

Arriba