Policial

Namorados são feitos reféns durante assalto em Itaquiraí

Durante a ação os criminosos ainda obrigaram as vítimas foram obrigadas a empurrar o carro que servia como “batedor” para os ladrões, que encalhou em um areão.
Vilson Nascimento

Um casal de namorados de 27 e 26 anos, passaram momentos de tensão nas mãos de assaltantes na madrugada desse domingo, 24 de janeiro, em Itaquiraí.

As vítimas saiam de uma festa que acontecia no pavilhão de eventos da cidade por volta da 1h40 da madrugada quando foram rendidas por três homens armados.

Ambos foram colocados dentro da caminhonete Mitsubishi L-200 Triton pertencente ao namorado e foram obrigados a seguir com os marginais.

Os assaltantes, que tinham como “batedor” um veículo Corsa de cor cinza, seguiram com as vítimas pela BR-163 em direção a cidade de Eldorado, mas em determinado ponto perceberam que a caminhonete estava com pouco combustível.

Nesse momento o criminoso que estava na direção do veículo roubado deixou o casal as margens da rodovia federal sob vigilância dos outros dois assaltantes e retornou a cidade de Itaquiraí para abastecer.

O namorado teve as mãos amaradas com tiras de pano e teve o rosto encoberto por uma camiseta.

Segundo consta no boletim de ocorrência, ao retornar momentos mais tarde, após diálogo com os comparsas que ficaram vigiando as vítimas, o criminoso que estava na direção da caminhonete seguiu viagem em direção a cidade de Eldorado, deixando o casal e os outros dois meliantes no local.

Por volta das cinco horas da manhã o Corsa que servia como batedor de estrada para a caminhonete roubada retornou para apanhar os marginais deixados para trás e conseguintemente as duas vítimas.

Duas pessoas estavam no carro. Na direção um indivíduo aparentando 30 a 35 anos que atende pelo apelido de “Paraguai”, que seria o chefe do grupo, tendo em vista as várias conversas, segundo as vítimas, mantidas via celular pelos marginais que ficaram os vigiando no cativeiro, e outro moreno, magro, com idade aparente entre 18 a 19 anos, que segundo uma das vítimas, estava dançando na festa momentos antes do assalto.

Os dois marginais bem como as vítimas foram colocados no banco de traz do Corsa e seguiram em direção a Eldorado.

Segundo relatou às vítimas a polícia, ao chegar às proximidades do pedágio situando entre as cidades de Eldorado e Mundo Novo, os marginais pegaram uma estrada vicinal em direção ao território paraguaio, que fica próximo ao local.

Após rodarem por cerca de dois quilômetros, o carro dos criminosos acabou atolando em um banco de areia.

Nesse instante Paraguaio ficou na direção e todos os outros ocupantes do carro, inclusive as vítimas, foram obrigadas a descer do veículo e empurrar até desencalhar.

Após retirar o Corsa do atoleiro, os marginais, que estavam de “cara limpa”, ou seja, não usavam capuz, seguiram em frente, deixando o casal de namorados para trás, foi quando as vítimas retornaram à BR-163 e pediram ajuda.

Na Delegacia de Polícia Civil de Itaquiraí, que atua nas investigações do caso, o fato foi registrado como “roubo pelo transporte de veículo para outro estado ou para o exterior” e “roubo majorado pela restrição de liberdade da vítima e concurso de pessoas”.

Fonte: A Gazeta News

Comentarios

Más popular

Arriba