Policial

Motorista paraguaio é preso com arma em Amambai

Motorista paraguaio é preso com arma em Amambai
Mesma equipe do DOF também apreendeu no município, carro envolvido em suposto golpe em São Paulo.
O Peugeot apreendido pelo DOF em Amambai. Carro é fruto de suposto golpe em São Paulo, diz polícia. (Fotos: Vilson Nascimento)
Vilson Nascimento

O paraguaio José Agustin Lopez, de 34 anos, foi preso na tarde dessa terça-feira, 28 de fevereiro, feriado de Carnaval, por uma equipe do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) sob acusação de porte ilegal de arma e munição, em Amambai.

A prisão aconteceu na Rodovia MS-289, trecho que liga Amambai a Coronel Sapucaia, quando os policiais encontraram no interior do carro que o acusado conduzia, um revólver marca Taurus, calibre 38.

Ao ser indagado, José Lopez teria relatado que se deslocava para Ypêjhú, cidade paraguaia que faz fronteira seca com Paranhos no Brasil, onde trabalha em uma obra de pavimentação asfáltica.

A arma é de uso permitido no Brasil, mas um dos fatores que impediu o delegado responsável pelo caso de arbitrar fiança foi em relação às munições da arma que são de origem estrangeira.

Por conta disso o paraguaio permanece preso à disposição da Justiça brasileira. Segundo o DOF, havia cinco munições intactas no tambor do revólver e outras quatro no coldre da arma.

Carro com restrição

Na noite dessa segunda-feira, dia 27 de fevereiro, a mesma equipe do DOF havia realizado a apreensão em Amambai, de um veículo Peugeot 207, cor prata, placas EUD 7067 de São Paulo-SP, fruto de um possível golpe no estado de São Paulo.

O carro, que era conduzido por um rapaz de 24 anos, morador na região central da cidade em Amambai e tinha como carona um indivíduo de 32 anos, morador na Vila Limeira, também em Amambai, foi abordado na Rodovia MS-156, trecho que liga as cidades de Amambai e Caarapó.

De acordo com relatos do DOF na ocorrência policial, no ato da abordagem os ocupantes do carro teriam relatado que retornavam da cidade de Dourados onde teriam ido tratar de assunto referente ao seguro DPVAT.

A versão levantou suspeita nos policiais, já que tal seguro é gerido pelo poder público e nessa segunda-feira, véspera do feriado de Carnaval, as repartições públicas não funcionaram.

Durante checarem os policiais descobriram que havia um registro de ocorrência de estelionato envolvendo o Peugeot abordado na cidade de Bauru, estado de São Paulo.

Segundo o DOF duramente a abordagem um dos ocupantes do carro teria relatado que “seus irmãos” teriam lhe enviado o veículo dias atrás do estado de São Paulo para que ele, que seria deficiente de uma perna, se locomovesse na região de Amambai.

Durante checarem os policiais descobriram também que no dia 23 de fevereiro o carro estava na capital paulista e no dia 25 de fevereiro, sábado passado, o veículo foi detectado em Itapecerica da Serra, também estado de São Paulo.

Diante da situação o indivíduo que viajava do lado do carona no carro mudou a versão anterior e teria relatado, segundo o DOF, que havia comprado o carro por R$ 6 mil de um indivíduo na cidade de Amambai e teria ido até a cidade de Dourados buscar o veículo.

O indivíduo teria relatado ter conhecimento que o carro era o chamado “finam”, mas não sabia que o veículo tinha restrições.

Na manhã dessa terça-feira (28), um homem, que seria a pessoa na qual o carro estava em seu nome, ligou na Delegacia em Amambai onde relatou que pessoas teriam usado seus dados pessoais para comprar o Peugeot financiado no estado de São Paulo em seu nome e ele, então vítima, teria ficado com a dívida no banco e inclusive estaria sendo obrigado a assumir várias multas de trânsito que citado carro teria levado em seu estado.

O delegado titular de Polícia Civil em Sete Quedas, Fernando Araújo da Cruz Júnior, que responde temporariamente pelo expediente na Delegacia de Amambai, manteve a apreensão do veículo e determinou a liberação da dupla. O caso foi registrado como receptação e permanece sendo investigado.

Fonte: A Gazeta News

Comentarios

Más popular

Arriba