Policial

Francano é preso com mais de 300 Kg de maconha no MS

Vinicius Marcelo Firmino, morador do Jardim Francano, e Wellington Rosa da Silva Júnior, de Cássia, foram presos – Foto: Polícia Militar do Distrito de Amandina/Divulgação
Ao fazer uma parada para descansar da longa viagem feita até o Estado do Mato Grosso do Sul, dois jovens de 22 e 23 anos, moradores de Franca e Cássia (MG), foram presos em flagrante. Isso porque, no porta-malas e assoalho do carro em que estavam, a Polícia Militar do distrito de Amandina, pertencente ao município de Ivinhema, encontrou 330 quilos de maconha. A droga estava dividida em cerca de 340 tijolos e seria trazida até São Paulo pelos acusados.

De acordo com informações da Polícia Civil de Ivinhema, Vinicius Marcelo Firmino, morador do Jardim Francano, de 22 anos, que já foi investigado por tráfico e receptação em Franca, e Wellington Rosa da Silva Júnior, residente na cidade mineira, estavam do lado de fora de um restaurante anexo a um posto de combustíveis de Amandina e chamaram a atenção pela forma suspeita como se portavam. Eles estavam perto de um VW Tiguan, com placas de São Paulo, e, ao serem questionados, afirmaram que esperavam por amigos, que viriam de Dourados (MS).

Os policiais estranharam mais ainda quando perguntaram sobre o Tiguan. Apesar dos suspeitos falarem que não pertencia a nenhum deles, durante uma revista pessoal, no bolso do francano, eles localizaram uma chave. Ao apertar o alarme, as luzes do veículo acenderam.

Desconfiados do que os jovens faziam com o Tiguan, os policiais revistaram o carro. Em seu bagageiro, eles encontraram alguns tabletes de maconha embalados e apreenderam o veículo, conduzindo-o à base da PM para uma vistoria mais minuciosa.

No assoalho e no revestimento das portas do automóvel, os PMs encontraram quilos de maconha, divididos em tabletes. O total chegou a 330 quilos. Ainda foram apreendidos cinco celulares e um mapa com a saída de Dourados que os conduziria até Presidente Prudente (SP).

Em depoimento na delegacia de Ivinhema, os jovens disseram que buscaram a droga em Dourados para entregar na capital paulista. Cada um receberia R$ 5 mil pela entrega. Eles foram autuados em flagrante por tráfico de drogas pelo delegado Valter Guelssi e recolhidos à cadeia pública da cidade. O caso segue sob investigação.

Comentarios

Más popular

Arriba