Policial

Envolvido em explosões e roubos a bancos em Sonora e Pedro Gomes é preso com quadrilha

Envolvido em explosões e roubos a bancos em Sonora e Pedro Gomes é preso com quadrilha
Ronalth Correia Coelho, mais conhecido como “Bebezão”, apontado pela polícia como um dos membros da quadrilha que explodiu e roubou bancos em Sonora e Pedro Gomes, em abril e novembro do ano passado, foi preso no Maranhão. Ele foi detido com uma quadrilha por cometer o mesmo crime em Fortaleza dos Nogueiras.
Conforme informações da polícia, o crime aconteceu dia 13 de dezembro, quase um mês depois do roubo em Pedro Gomes, na madrugada do dia 10 de novembro. A quadrilha explodiu duas agências bancárias em Fortaleza dos Nogueiras, incendiou um veículo na fuga e ainda fez o prefeito e várias outras pessoas como reféns…

Três dias depois, segundo o site Imigrante, 10 criminosos que tiveram envolvimento com o assalto aos bancos foram presos. Além de Ronalth, foram detidos Gledson Tavares de Sousa, Luís Soares do Nascimento, o ‘Caca’, Daniel Gomes Baião, Marcos Aurélio da Silva Milhomem, Benedito Clarindo Moreira Júnior, o ‘Pestinha’, Ivan Pereira de Jesus, o ‘Nego Drama’, Fernando Morais Cordeiro, o ‘Pirento’, Romero Vieira Pacheco, o ‘Pitoco’ e José Fagner Galdino da Silva.
De acordo com o delegado Fábio Peró, da Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros), que esteve à frente das investigações dos roubos em Sonora e Pedro Gomes, confirmou que Ronalth participou dos dois crimes. Ele já estava foragido pelo crime em Sonora e agora será ouvido por precatória.
Conforme o delegado, ainda não há informação se os outros presos no Maranhão também têm envolvimento com os roubos em Mato Grosso do Sul. Com a quadrilha presa em Fortaleza dos Nogueiras ainda foram apreendidas armas de grosso calibre, dinheiro e munições..
Relembre os casos
Em 18 de abril de 2016, grupo fortemente armado explodiu a agência do Banco do Brasil em Sonora. Além de explodir o banco, membros da quadrilha permaneceram na frente da delegacia da cidade, além do batalhão da Polícia Militar, atirando a todo momento para evitar que os agentes conseguissem sair.
O banco foi totalmente destruído e não foi informada a quantia levada pelo bando. Dois meses e meio depois, parte da quadrilha foi apresentada pelo Garras e Ronalth já havia sido identificado e indiciado. Em Pedro Gomes,, o crime aconteceu no dia 10 de novembro.
Corpo de Bombeiros teve que ser acionado para conter as chamas da agência bancária que foi arrombada e explodida pela quadrilha. Os suspeitos teriam utilizado dois carros e armamento de grosso calibre. Na fuga eles chegaram a espalhar ‘miguelitos’, artefatos feitos com pregos para dificultar a ação policial e evitar perseguição.
O roubo em Pedro Gomes segue em investigação e a polícia não deu mais detalhes sobre o caso.

COMPUSHOP IMPORTADOS.
PUBLICIDADE
Nossos agradecimentos a todos nossos clientes, amigos e fornecedores, que tenham um FELIZ 2017.

Comentarios

Más popular

Arriba