Policial

Drone que se aproximar de presídio deverá ser abatido em MS, diz Agepen

Medida foi após drone sobrevoar presídio e provocar tumulto em Dourados.
Presos ficaram com medo de uma possível entrega de armas para rivais.

Depois de flagrar um drone arremessando um pacote para dentro da Penitenciária Estadual de Dourados (PED), a Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp) adotou algumas medidas de segurança para coibir o uso de aparelhos aéreos de controle remoto. Entre elas, a determinação para a Polícia Militar, responsável pela guarda das muralhas, abater qualquer drone que se aproximar das unidades prisionais do estado.
A informação foi repassada à imprensa nesta quarta-feira (4), depois que câmeras de segurança do presídio flagraram um drone arremessando um pacote dentro do Raio 2 do presídio, na noite de terça-feira (3). As imagens não foram divulgadas até o momento.
O pacote foi recolhido por um interno e tinha celulares e o drone não foi encontrado, segundo informou ao G1 a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen). O órgão ainda afirmou que este foi o primeiro registro de ocorrências com aparelhos aéreos de controle remoto no estado. A Polícia Civil apura o caso.

Tumulto
A aproximação do drone provocou um princípio de rebelião porque presos disseram ter visto o drone levando um objeto para dentro do presídio e ficaram com medo de armas estarem sendo entregues a grupos rivais.
Os detentos quebraram portas das celas e ocuparam o pátio da penitenciária. Segundo o presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, as câmeras de segurança registraram o drone sobrevoando o presídio, mas não deu tempo de os policiais, que estavam monitorando o local, fazerem algo para abater o objeto.
Ainda de acordo com a Agepen, a situação foi controlada nas primeiras horas do dia. Os presos foram convencidos a voltar às celas. O Batalhão de Choque da Polícia Militar (Bpchoque) fez a contenção de presos e garantiu a segurança da operação pente-fino realizada pelos agentes, no presídio pela manhã, para tentar encontrar o drone.
Investigações
A polícia fez rondas na região e prendeu uma mulher perto da penitenciária. No carro dela foi encontrada uma arma dentro de uma embalagem de presentes.
A suspeita disse aos policiais que o marido dela está preso e quando ficou sabendo do princípio de rebelião teve medo e foi ao local para conseguir informações, mas que não sabia da arma no veículo.
Policiais militares em fila para entrar no Presídio Estadual de Dourados (Foto: Camilla Jovê/ TV Morena)
APP GRUPO CAPITANBADO
PUBLICIDAD:

Baixe Agora! Grupo CAPITANBADO.COM lança seu App de notícias!!
O GRUPO CAPITANBADO.COM inicia o ano de 2017 querendo deixar o leitor cada vez mais próximo da informação.
Baixe o App agora mesmo! Leia e navegue com rapidez pelas notícias do grupo CapitanBado.Com
CLICK AQUI E FIQUE CONECTADO 24 HORAS. http://www.grupocapitanbado.com/apps

Comentarios

Más popular

Arriba