Fronteira

DOF PRENDE CHEFÃO DO PCC NA FRONTEIRA COM O PARAGUAI

Agentes do DOF prendem chefão do PCC na fronteira com o Paraguai e estouram deposito com aproximadamente duas toneladas de maconha.
7473311e5898de44e1cf393c4b3541201-300x199
Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) prenderam na tarde segunda-feira em Ponta Porã, um dos chefes do primeiro comando da capital (PCC) no Brasil, Everton Alexandre Forcel, 39, conhecido por “veio ou pinguim”.

Ele foi preso por volta das 14h, na Rua Romãzeira, no bairro Residencial Ponta Porã I. Everton foi flagrado por policiais do DOF em atitude suspeita em frente a uma residencia que seria utilizada como deposito para armazenar a droga, o mesmo ao perceber os policiais tentou corre, mas acabou preso.

Na residência os policiais do DOF aprenderam aproximadamente duas toneladas de maconha. Parte da droga estava no interior de uma Toyota Hilux cor preta com placa de Campo Grande. No quarto da casa foi encontrado mais maconha.

Uma garota de programa de 31 anos estava no local no momento que Everton foi preso. A mulher disse que ganhava cerca de R$ 3 mil por semana para ficar com o Everton. O veículo dela, um VW Saveiro com placas de São José do Rio Preto (SP) também foi apreendido.

Segundo a polícia o veículo, foi um presente que a mulher ganhou do “Veio”. Durante a prisão os policiais descobriram que Everton seria um dos chefões da facção criminosa PCC do Brasil e contra ele havia um mandado de prisão da Justiça de São Paulo.

Everton era responsável por enviar maconha para 17 municípios, dos estados de Goiás, São Paulo e Minas Gerais. Ele já cumpriu pena por tráfico de droga e homicídio. Em entrevista ao jornalista Sidnei Bronka, da 94FM de Dourados, ele disse que já ficou preso em 48 casas de detenção do país.

Segundo levantamento feito pela polícia, Everton seria um traficante de alta periculosidade e a prisão dele aconteceu por um momento de bobeira do traficante, tendo em vista que raramente ela saia do Paraguai.

Fonte Sidnei Bronka
[email protected]
PUBLICIDADE:
DIVISA

Comentarios

Más popular

Arriba