Policial

CRIATIVIDADE Maconha transportada em sacos de ração para cães é apreendida

A Polícia Militar conseguiu desarticular um esquema de tráfico de drogas em que a maconha era enviada através da contratação de frete em Campo Grande e tinha o destino a cidade de Três Lagoas. A droga era colocada em sacos de ração para cães e enviadas por meio de uma van que faz a linha entre as duas cidades.

A polícia recebeu denúncias a respeito do esquema e após realizar um monitoramento conseguiu descobrir que um homem que utilizava uma moto era o receptador. Ele era o responsável de receber a “encomenda” e transportar até uma residência localizada no bairro Carioca.

Na noite desta quinta (06), por volta das 21h30, os policiais realizaram um acompanhamento tático e viram o local onde o motociclista suspeito deixou os fardos. Quando o homem saiu da casa, ele percebeu a presença da viatura policial e empreendeu fuga e não foi encontrado.

A equipe da Rádio Patrulha foi até a residência e foram recebidos por uma adolescente de 13 anos e um homem de 22 anos que é o namorado da jovem. Uma menina de 8 anos também estava na casa.

Eles autorizaram a entrada dos policiais na residência e logo foram encontrados os fardos de ração e dentro – além da ração -, tabletes de maconha escondidas.

Diante o flagrante, a adolescente disse que a mãe dela estava em viagem a Campo Grande e revelou que o padrasto – que está preso desde 2009 por tráfico de drogas – teria dado ordem a ela que recebesse os fardos com a droga de uma pessoa que deixaria a ração na casa. Ela revelou que o namorado não sabia que a droga estava escondida nos sacos de ração. A adolescente de 13 anos contou aos policiais que a mãe deixava ela e a menina de 8 anos sozinhas para fazer as viagens – que são frequentes – e que o padrasto é quem organiza tudo com a esposa.

Através da denúncia, A Polícia Militar descobriu que a mulher – dona da casa – viajava de Três Lagoas para a capital e de lá ela colocava a “encomenda” em uma van como forma de frete. O esquema de transportar a droga em meio aos fardos de rações não levantava suspeita, apesar de que na casa não havia nenhum cão.

Segundo a polícia, o responsável pelo esquema é um homem que é detento do Presídio de Segurança Média de Três Lagoas. Ele juntamente com a esposa são responsáveis pelo esquema de transporte para o tráfico.

As duas crianças foram deixadas sob os cuidados do Conselho Tutelar que foi acionado pelos policias. O namorado da adolescente foi encaminhado a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) para prestar esclarecimentos.

Comentarios

Más popular

Arriba