Policial

Conflito entre índios e fazendeiros deixa duas crianças queimadas e um morto

Pelo menos uma pessoa morreu, seis estão gravemente feridas e duas crianças sofreram queimaduras num conflito entre fazendeiros e índios no município de Caarapó, a 283 quilometros de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul.

Veja Mais
› Fazenda é ocupada por índios, que calculam mais de 1 mil pessoas no local
› PF desarticula quadrilha que fraudou R$ 1 milhão em pensão de indígenas

Os feridos foram levados para o Hospital São Matheus. As informações ainda são desencontradas e, por enquanto, a única versão, sobre o conflito, são dos índios.

No domingo, grupo de indígenas, fala-se entre e dois e três mil, invadiu a fazenda Ivu, área demarcada pelo governo como terra indígena e que pertenceria a etnia Guarani-Kaiowás.

O índio Edson Terena, com quem o Campo Grande News conversou há pouco por telefone, culpa os fazendeiros pelo conflito e credita a eles o incêndio que queimou casas e atingiu as crianças. “Eles devem ter colocado fogo nas casas e as crianças não conseguiram sair”, acusa.

Já Elvis Terena, a retomada dos guarani-kaiowás, foi definida recentemente. “A situação na região está tensa. A morte confirmada é de um agente de saúde da aldeia e há entre dois e três mil indígenas retomando as suas terras”, informa

Neste momento alguns representantes indígenas estão em uma videoconferência com representantes de Brasília para tentar resolver a situação.

Comentarios

Más popular

Arriba