Policial

Adolescente de 12 anos morre após ataque de Pit Bull

O adolescente estava há apenas 5 dias no Acolhimento Institucional I, no bairro Jacarecanga ( Foto: Kleber A. Gonçalves )

Um adolescente de 12 anos morreu após o ataque de um cachorro da raça pitbull, na tarde deste sábado (14), na Rua São Paulo, no Bairro Carlito Pamplona, em Fortaleza.

Segundo a Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, o menino identificado por Francisco José Holanda, vivia abrigado no Acolhimento Institucional I, na Rua Senador Pompeu, e brincava de bola na rua. A bola acabou caindo dentro de um canil. O menino pulou para pegar o brinquedo e foi quando o animal iniciou o ataque.

Segundo o sargento da Polícia Militar, Oliveira da Costa, quando os policiais chegaram ao local, o cão estava mordendo o jovem no pescoço. “Estavamos nas proximidades quando um funcionário do abrigo solicitou a nossa presença no local. Ele disse que uma criança estava sendo atacada por um cachorro. Chegamos no lugar e o muro era muito alto. Conseguimos pular o muro e o cachorro já estava atacando a criança no pescoço”, relatou.

Ferimentos graves
O garoto ficou ferido nas pernas, nos braços, rosto e pescoço. De acordo com a polícia, o cachorro só soltou o menino quando policiais atiraram seis vezes contra o cão que também morreu.

O adolescente foi socorrido e encaminhado ainda com vida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro da capital. Adolescente não resistiu aos ferimentos e morreu minutos depois.

Acidente será apurado
Em nota, a Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome informou que instaurou procedimento para apurar as causas do acidente e o motivo pelo qual o adolescente de 12 anos conseguiu pular o muro do abrigo, saindo das dependências da unidade e sofrendo o ataque do cão.

A Secretaria também reforçou que está adotando todas as providências cabíveis que o caso requer. O adolescente, que vivia em situação de rua por negligência familiar, estava em situação de abrigamento desde o último dia 9.

Ainda na nota, a secretaria disse que todas as providências para velório e enterro serão encaminhados pela Setra, assim como toda a assistência necessária aos familiares.

Comentarios

Más popular

Arriba