Policial

1,2 MILHÃO É O PREJUÍZO QUE CADA POLICIAL DO DOF DEU AO CRIME ORGANIZADO NO ANO DE 2015.

repercussão do balanço anual do Departamento de Operações de Fronteira no ano de 2015, que retirou de circulação aproximadamente 150 milhões de reais em apreensões, novos números divulgados pela Assessoria de Comunicação impressionam pelo resultado alcançado pelos policiais do DOF.
Segundo levantamento, no ano de 2015, cada policial do DOF foi responsável pela apreensão de mais de 1,2 milhão de reais em ilícitos na fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai e com a Bolívia. Nesses números estão incluídas apreensões de drogas, cigarro, confecções, brinquedos, perfumes e carros roubados, além de armas de fogo e materiais eletrônicos e cosméticos.

Segundo a Assessoria de Comunicações, os policiais do DOF foram responsáveis ainda pela segunda maior apreensão de ecstasy no Brasil no ano de 2015, ficando atrás somente de uma apreensão da PF no aeroporto Internacional de Salvador na Bahia, que também foi a maior da história com aproximadamente 50mil comprimidos apreendidos.

Os resultados foram alcançados graças aos investimentos realizados pelo governo do Estado, através da Secretária de Justiça e Segurança Pública do MS, na logística, inteligência e em especial na qualificação dos policiais do DOF e do DEFRON, através do Curso de Unidade Especializada de Fronteira (28º CUEF) e Curso de Especialização de Policiamento em Fronteiras (5º CEPFron), realizados no ano de 2015, além do comprometimento da Direção e dos policiais que prestam serviço na fronteira do Estado.
Os números nos impressionam, pois são mais de 1 milhão de reais apreendidos em ilícitos por cada um de nossos policiais em média no ano de 2015, o que demonstra que todos os investimentos estão sendo feitos corretamente, visando prestar sempre um melhor atendimento a comunidade fronteiriça e, retirar de circulação a maior quantidade possível de ilícitos, independentemente de seu porte, pois no montante, os números nos confirmam a descapitalização do crime na fronteira.” – complementa o Diretor do DOF, Coronel PM Ary Carlos Barbosa.http://www.cidadedourados.com.br/

Comentarios

Más popular

Arriba