Brasil

MT responde por 2/3 das perdas de soja no Brasil

A consultoria americana FCStone divulgou hoje uma nova estimativa de produção para a safra brasileira 2015/2016. A previsão é que o Brasil colha 97,8 milhões de toneladas, 3 milhões a menos do que previsto em outubro do ano passado, no primeiro levantamento realizado pela empresa.

Os problemas climáticos castigaram mais o estado de Mato Grosso e região do MATOPIBA (Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia). Em Mato Grosso, a redução prevista é superior a 2 milhões de toneladas na comparação entre a estimativa de outubro 2015 e janeiro 2016. Caiu a previsão de 29 milhões 302 mil toneladas para 27 milhões e 266 mil toneladas, no último dado.
publicidade
FB_IMG_1450493732920-574x415
As variedades precoces de soja, que foram plantadas no início da janela (entre setembro e outubro), devem ter sua produtividade reduzida em função do déficit hídrico, especialmente no Centro-Norte do estado.

Nos estados de Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia as perdas também serão grandes. Por lá, a INTL FCStone estima que os danos provocados pela falta de umidade no solo na fase de crescimento vegetativo refletirão em produtividades muito abaixo do esperado inicialmente. Com isso, a produção dos quatro estados ficaria em 10,3 milhões de toneladas.

O fôlego para a safra atual vem da região Sul do Brasil, cujo clima foi muito favorável ao desenvolvimento das lavouras, mesmo com o excesso de chuvas trazendo alguns problemas pontuais.

Confira levantamento completo divulgado hoje:

Comentarios

Más popular

Arriba