Fronteira

Temporal mata animais e provoca estragos na zona rural em Amambai

Vendaval danificou rede elétrica, deixou a cidade sem energia e em uma fazenda destelhou casas e matou 26 cabeças de gado.
91c7e05b-fcff-4e98-87d4-6a62cc011210

2cac5713-12b8-44e9-b9a5-66699637c9c4

07cac666-c9bf-4b83-9a48-04bd2e77b77b

8fbe4e60-66f8-4d47-8fc5-a91f2d0f31e8

eddf73c2-cb44-46eb-8c52-e5cc8dd12683
FOTOS DO MOMENTO DA CHUVA DE PEDRAS,
FOTOS CAPITANBADO.COM

Um temporal com ventos fortes deixou a cidade sem energia por logo tempo e provocou grandes estragos na zona rural do município na tarde dessa quarta-feira, 11 de outubro, em Amambai.
CHOCADEIRA PANTANAL
PUBLICIDADE.
13226775_132649397151746_3477280541821987743_n

Por conta da força dos ventos, cabos de sustentação da rede de alta tensão que liga Amambai a região da saída para Ponta Porã se romperam por duas vezes seguidas, provocando dois blecautes na cidade, um deles com quase uma hora de duração.

Na região de acesso a localidade conhecia por Kurussuambá, na Rodovia MS-156 (Amambai a Tacuru), distante cerca de 25 quilômetros da cidade, os danos foram ainda maiores.

Pelo menos quatro postes de sustentação de uma rede elétrica trifásica que fornece energia à uma pedreira da região acabaram caindo com a força dos ventos.

Os fios energizados caíram sobre a cerca de arame de uma propriedade rural, vindo a matar pelo menos 26 cabeças de gado entre touros, vacas enxertadas e bezerros e novilhas.

Por telefone o proprietário da fazenda, o produtor rural Jorge Berlitz informou a reportagem do grupo A Gazeta que os animais foram apenas parte do prejuízo provocado pelo temporal.
ESTEJA CONECTADO.!!
whassap
De acordo com o produtor rural só em sua propriedade a força dos ventos derrubou árvores, arrancou a cobertura da mangueira de manejo do gado e danificou cobertura de barracão e residências, causando prejuízo que podem ultrapassar os R$ 80 mil reais.

Informações dão conta que a força dos ventos também teria provocado danos em outras propriedades rurais da região e deixado outras várias sem energia elétrica.

Segundo a Energisa, concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica no sul de Mato Grosso do Sul, equipes de manutenção foram designadas para a região realizar os reparos nas redes danificadas.

Apesar dos danos materiais provocados pelo vendaval não à registro sobre pessoas feridas em decorrência do temporal, que além do vento foi seguido de chuva.

Procurado pela reportagem do A Gazetanews o 16º Subgrupamento Independente do Corpo de Bombeiros com sede em Amambai, informou que a unidade não recebeu nenhum chamado relacionado à intempérie.

Fonte: A Gazeta News

PUBLICIDADE:
4f1e9f02569b857c13e0ec00c0375aff

Comentarios

Más popular

Arriba