Fronteira

Presidente da Famasul anuncia medidas em prol da pecuária

“Nossa carne é forte, produzida com grande sustentabilidade e qualidade. Referência mundial, com produção calcada no conhecimento científico e que passa por uma rigorosa inspeção sanitária federal. A afirmação foi feita pelo presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito, durante a abertura da Caravana do FCO – etapa Campo Grande, realizada nesta quarta-feira (30), no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, com a presença de lideranças rurais e políticas do Estado.

Durante o evento, Saito falou sobre duas ações realizadas, em março, em benefício ao setor produtivo, especificamente, a pecuária de corte. A primeira, citada pelo presidente, foi a reunião realizada dia 20, por dezenove instituições de diversos segmentos econômicos do Estado e do Governo, para a elaboração de uma carta conjunta, que teve como objetivo destacar a qualidade da carne bovina de Mato Grosso do Sul à sociedade.

A segunda ação reforçada por Saito foi a rápida resposta do Banco do Brasil à solicitação realizada pela Famasul, também no dia 20, referente a recursos direcionados a produtores, pelo momento delicado vivenciado pela pecuária. “São medidas que visam a prorrogação de custeios e investimento contratados, com vencimentos de março a julho de 2017, além de linhas de créditos que auxiliarão o setor produtivo neste atual momento”, acrescentou Saito.

Segundo o presidente da Federação, Mauricio Saito, há uma necessidade de assistência creditícia aos produtores diante do atual cenário da pecuária sul-mato-grossense. “Devido a um problema pontual e limitado a um pequeno número de estabelecimentos, tivemos nossas exportações impactadas momentaneamente, gerando diminuição de liquidez da nossa carne junto à indústria frigorífica”.
PUBLICIDAD.

A medida pode beneficiar 77 mil produtores, que possuem R$ 4,7 bilhões em operações possíveis de prorrogação. Além disso, o BB manterá as taxas das operações originais. O montante disponibilizado será destinado em duas soluções de empréstimos

Uma delas é voltada para a retenção de bezerros, matrizes e bois, permitindo aos produtores aguardarem a retomada de preços do mercado para comercialização. A outra iniciativa é uma alternativa de financiamento, com recursos próprios do Banco, envolvendo a aquisição de bovinos para recria e engorda.

De acordo com as informações da instituição financeira, as novas linhas possuem prazo de até dois anos e utilizam recursos captados da LCA. As taxas variam entre 9,9% e 12,75% a.a.

Saito destaca ainda que a agropecuária de Mato Grosso do Sul tem papel fundamental para o desenvolvimento econômico e, consequentemente, social do Estado. “Nos destacamos pela qualidade e excelência na atividade pecuária, ocupando o segundo lugar no ranking nacional de produção e o quinto lugar de exportação. Além de gerar emprego e renda”, reforça o dirigente.

De acordo com os dados do Sistema Famasul, o Valor Bruto de Produção do segmento pecuário atingiu R$ 7,2 bilhões em 2016. “Além disso, Mato Grosso do Sul se destaca na suinocultura e avicultura”, afirma Saito.

Fonte: Famasul

Comentarios

Más popular

Arriba