Fronteira

PORTO MURTINHO:26 anos após assassinato dos donos, justiça leiloa fazenda de R$ 14 milhões

A Justiça determinou o leilão da fazenda Tereré, em Porto Murtinho, que pertencia a um renomado ruralista da região de fronteira com o Paraguai. O fazendeiro foi morto, em 1990, ao lado mulher, e o suspeito pelo crime que chegou a ser julgado e tido como inocente é filho do dono da propriedade.

A área, de 15.992 hectares, será leiloada por Cida Fixer, do site eletrônico leilões judiciais, entre os dias 2 e 16 de março de 2017, com encerramento às 13h20 minutos.

Nota divulgada pela leiloeira indica que o valor da fazenda é estimado em R$ 5.960.592,00.

A fazenda pertencia a Carlito Mosciaro, que se separou da mulher Maria Helena Mosciaro e casou depois com Sônia Rojas Pereira.

A separação não foi bem amparada pela família e houve discussões na partilha dos bens. Carlito e Sônia foram mortos na entrada da fazenda. No início do inquérito, Carlito Mosciaro Filho, foi apontado como o mandante pelo crime. Vinte e um anos depois, a Justiça o absolveu.
MIDIAMAX

PUBLICIDAD;

Comentarios

Más popular

Arriba