Fronteira

Polícia Militar de MS terá patrulhamento aéreo

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) juntamente com a Polícia Militar iniciou neste mês de fevereiro as medidas para implantação do Programa de Policiamento Ostensivo e Preventivo Aéreo. A intenção é empregar um helicóptero diariamente em conjunto com as viaturas dos batalhões que realizam o policiamento ostensivo e preventivo diário, nos horários e locais de maior incidência de crimes apoiando o trabalho que já é realizado pelos órgãos de segurança pública.

Segundo o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, o policiamento deve começar já no próximo mês, logo depois que a manutenção do helicóptero estiver pronta e o efetivo tiver recebido orientações de padronização e conhecimento da doutrina de operação aplicável nesta modalidade. “É importante destacar também que podemos utilizar essa aeronave em ações conjuntas com o Governo Federal, para combater o crime organizado nas fronteiras com a Bolívia e com o Paraguai”, anunciou Barbosa.

A aeronave a ser utilizada será um HS350 B3e “Esquilo” com capacidade para 7 pessoas, sendo que durante a operação diária contará com 2 pilotos, três tripulantes e um mecânico de solo, equipes estas já existentes nos quadros da Polícia Militar.

De acordo com o tenente coronel Rosalino Gimenez Filho, piloto e coordenador-geral do Policiamento Aéreo da Sejusp, o objetivo do programa é intensificar o policiamento preventivo e ostensivo através de uma ação conjunta do helicóptero com viaturas de patrulhamento, com a finalidade de coibir ações delituosas e diminuir os índices de criminalidade, dando uma resposta às solicitações da população quando o crime ainda estiver acontecendo ou acabou de acontecer.

“Isto permitirá um aumento significativo da eficiência do serviço de segurança prestado à sociedade. Nesse tipo de policiamento o helicóptero, além da prevenção, proporciona um amplo campo de visão ao policial permitindo que se consiga observar pessoas, veículos e movimentações suspeitas de forma detalhada em uma área considerável, o que o coloca em vantagem operacional. Além disso, a presença da aeronave nos locais de ocorrências gera nos policiais melhor respaldo para executar as atividades operacionais, pois em comunicação com a aeronave o operador tem informações privilegiadas, já que o helicóptero é considerado uma excelente plataforma de observação, tem um raio de visão de 360º numa distância de aproximada de 10 quilômetros”, detalhou o coordenador Rosalino Gimenez Filho.(DouradosNews)

PUBLICIDADE

================================

Comentarios

Más popular

Arriba