Fronteira

PJC:Cônsul do Brasil denuncia Faculdade de Medicina no Paraguai, por venda de “vagas”

“Os cidadãos brasileiros que, de alguma forma, foram lesados devem procurar o Consulado do Brasil e apresentar, por escrito, suas queixas” disse o Consul.

Estudantes de vários estados do Brasil disputam 300 vagas oferecidas pela faculdade de medicina mais tradicional de Pedro Juan Caballero, cidade vizinha a Ponta Porã, mencionou o repórter Carlos da Cruz na edição de segunda-feira (27/11) no Jornal Nacional.
PUBLICIDADE.
SAFRA Cambio #

O sonho de estudar medicina na Faculdade UniNorte virou um “pesadelo” de acordo com denuncias recebidas pelo Consulado Brasileiro em Pedro Juan Caballero.

Em entrevista ao Jornal da Líder FM 104,9 de Ponta Porã na manhã desta quarta-feira (06/11) o Cônsul do Brasil em Pedro Juan Caballero, Vitor Hugo Irigaray fez denuncias sobre a situação “vexatória” que os brasileiros enfrentaram ao tentarem estudar medicina no Paraguai.
PUBLICIDADE.

“Venho, pela segunda vez, em menos de 15 dias à Líder FM, tratar de assuntos acadêmicos. A primeira, na semana passada, para orientar os futuros estudantes de medicina em Pedro Juan Caballero. Hoje, novamente, para me solidarizar com aqueles estudantes que vieram de tão longe, alguns de mais de 4 mil quilômetros, para se inscrever em curso de medicina em universidade da vizinha Pedro Juan, sem sucesso”, mencionou Vitor Hugo Irigaray.

Estou acompanhando com muita atenção o desenrolar dos acontecimentos na Uninorte. Passei discretamente pela rua onde está situada e pude ver pessoas ali amontoadas, dias e dias, esperando o momento de matricular-se. O Jornal Nacional deu destaque a essa procura, bem como divulgou informações sobre a Universidade.

São pessoas que vieram do Pará, Amapá, Maranhão, Piauí, Bahia, Acre…etc, há milhares de quilômetros daqui, como disse acima. Pois bem, essas pessoas, brasileiras, como você e eu, não tiveram a sorte da matrícula. Segundo denúncias na imprensa e testemunhos de candidatos, foram ludibriadas, enganadas, expostas ao escárnio e humilhação.

Sinto-me na obrigação, como Cônsul do Brasil nesta instável fronteira, de ser solidário com todos vocês. Fiquei estarrecido e, ao mesmo tempo, revoltado com os depoimentos, que me tocaram fundo. São jovens cheio de sonhos, de entusiasmo, que vêm ao Paraguai para estudar.

PUBLICIDAD;
LISTA 4 – AMAMBAY

O relato de um candidato diz que “após seis dias acampados e quatro horas na fila, apenas 28 brasileiros conseguiram fazer a matrícula no sábado e ainda assim só quem tinha até R$ 5 mil no bolso para pagar pela vaga. Quem tinha dinheiro nem precisava ficar na fila, era só procurar um contato da Universidade e fazer a inscrição”.

E quem são esses atravessadores? Escutei alguns áudios, o que de certa forma dá sinais de que existe um esquema, nos termos da denúncia. E, segundo os próprios candidatos, as vagas seriam oferecidas por outros estudantes de medicina. Num dos áudios, já se oferece vaga para 2019.

Não queremos tecer juízo algum sobre as denúncias, até porque essas denúncias devem ser apuradas, mas apenas chamar a atenção dos responsáveis pela UNINORTE para que apresentem à Comunidade estudantil brasileira , as explicações que o caso requer, principalmente ao Consulado do Brasil, sempre atento aos acontecimentos na vida dos estudantes. Diante de tantas acusações, necessitamos ouvir uma palavra dos dirigentes da UNINORTE, para que essa Escola possa voltar a ter, sob os olhos daqueles que a procuram, a credibilidade de que até então era merecedora.

Devo informar aos queridos estudantes e candidatos, que a matéria amplamente publicada pela imprensa brasileira, foi dada a conhecer à Secretaria de Estado das Relações Exteriores do Brasil, o Itamaraty, e ao Diretor-Geral de Universidades e Institutos Superiores em Assunção, com o pedido de que fosse levada ao conhecimento do Ministro e Vice-Ministro da Educação, ao CONES e à ANEAES.

“Os cidadãos brasileiros que, de alguma forma, foram lesados devem procurar o Consulado do Brasil e apresentar, por escrito, suas queixas. Por que por escrito? Porque, como são muitos os casos, fica difícil guardar todos os detalhes”, mencionou Vitor Hugo Irigaray.
P.INFORMA
Por: Lile Corrêa

PUBLICIDADE.
Também atendemos via WhatsApp
(67) 99265-9023 Chame-nos

Um Ano e feito não apenas de Dias,Semanas,Meses mas da Colaboração de todos aqueles que estão Empenhados no sucesso de uma Ideia,Um Sonho Um Objetivo Um Negócio!

Nossos mais Sinceros Votos de Boas Festas e Feliz Ano Novo, São os Votos da Família CompuShop Importados e Caliza Boutiq!

Comentarios

Más popular

Arriba